Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

A caminho de 2016 #2 Principal Resolução

2015 foi um ano de constatações e aceitações tal como escrevi neste texto – Sabedoria da Idade, mas agora que termina e faço o balanço final percebo que acima de tudo foi um ano difícil.

Difícil é talvez a palavra que melhor define o meu 2015, o ano até começou bem, os primeiros meses até foram excelentes em alguns pontos, mas de repente as coisas pioraram de tal forma que se tornaram surreais.

Às vezes olho para a minha vida como se estivesse a ver um teatro e pergunto-me: O que estou eu a fazer naquele palco? Que papel é aquele que represento que não tem nada a ver comigo?

Nada, mas mesmo nada do que desejei na noite de 31 de 2014 para dia 1 de 2015 se concretizou, não houve um único projeto, um único plano, uma única intenção concretizada.

Nunca gostei de fazer planos, traçar rumos ou elaborar projetos complicados, mas nunca pensei que até as mais pequenas coisas pudessem ser tão difíceis de atingir.

Revolto-me, coloco a culpa no mundo, em Deus, nas pessoas e no diabo mas a culpa no fundo é apenas minha, minha que demorei a aceitar que as coisas são complicadas e sempre serão.

A minha resolução para 2016 é fazer resoluções que dependam apenas de mim, que não envolvam o caos que me rodeia.

Centrar-me-ei em mim, se eu não conseguir ter os pensamentos alinhados com as ações, os sentimentos com os atos não conseguirei nunca levar a cabo nenhuma resolução.

 

9 comentários

Comentar post