Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Casar com Ex – Casamento é para sempre?

O JN noticia que o aumento de (re)casamentos está a aumentar, em 10 anos 739 pessoas voltaram a casar com o cônjuge de quem se tinham divorciado.

Em 2016 já se contam 113 casos, em 2015 foram 121 e estes números deixam de fora as uniões de facto.

Ao ler esta notícia comecei a pensar o que levaria alguém a divorciar-se para depois se casar novamente e elaborei uma lista.

 

10 Motivos para recasar

 

1 - Lua-de-mel

Toda a gente sabe que as empresas são obrigadas a dar licença de casamento, vai daí em acaso de aperto e depois de anos sem possível conciliação do período de férias, os casais não têm outro remédio se não divorciar-se para recasar para passarem férias em conjunto e como estiveram uns anos sem férias, é à grande e fazem uma segunda lua-de-mel.

 

2 - Prendas

Precisam de um dinheiro extra ou o enxoval está gasto, nada que um novo casamento não resolva, com um bocadinho de sorte os familiares ficarão tão contentes com o reenlace que até serão mais generosos ou não.

 

3 – O conforto

Já se conhecem, já conhecem os defeitos um do outro, já sabem como é viver um com o outro e depois dos 34 casos passageiros, das 3 relações mais ou menos duradoiras falhadas, do susto com o travesti, da perseguição do maluco do Tinder, da louca do Meetic e do sobressalto com uma possível DST resolvem voltar para aquilo que conhecem, para os braços confortáveis do Ex.

 

4 – Antes mal acompanhado do que só

Há pessoas que não foram feitas para estar sozinhas, especialmente depois de perceberem as vantagens de terem alguém sempre ali ao lado, então mesmo que a esposa seja a neurótica das limpezas e que o marido seja um javardo desarrumado, mais vale alinhar chacras do que não ter o que limpar ou não ter quem limpe.

 

5 – Problemas financeiros

Isto serve de motivo para divórcio e de motivo para recasar, o divórcio pode ter sido só para separar águas ou o casamento uma forma de recuperar o nível de vida, toda a gente sabe que as despesas a dividir por dois até parecem mais pequenas.

 

6 – Inferno

Podem ter ficado com medo de ir para ao inferno e pensaram mais vale viver no inferno durante uns anos e passar a eternidade no paraíso do que viver alguns anos no paraíso e passar a eternidade no inferno, nada como prevenir.

 

7 – Ciúme

Vai-se lá saber porquê mas há pessoas que têm dificuldade em desprender-se das suas conquistas, então mesmo que o Ex não sirva para elas também não pode servir para mais ninguém, como é que garantem isso? Casando-se novamente.

 

8 – Comodidade

Um casal separado, não se separa só fisicamente e de bens, separa tudo, tal como quando se casa, casa com tudo, quando se separa, separa-se de tudo, e é um trabalhão conciliar agendas com os amigos, divorciar-se da família do Ex que já é como se fosse sua, decidir quem fica com o peixe Carlitos ou com a cadela Tina, uma dor de cabeça, pensando bem eles só não gostam um do outro, mas gostam de tudo o resto por isso avaliando os prós e os contras tudo resto justifica aturar o Ex.

 

9 – Sexo

Dizem os sexólogos que o sexo melhora com o tempo, que um casal que se conhece bem consegue proporcionar um ao outro mais prazer do que qualquer novo parceiro, a esta situação acrescem os dilemas dos primeiros encontros, as inseguranças: Será que ele viu a minha celulite? Será que ela gostou? Para não falar que ter alguém com quem dividir os lençóis todas as noites sem ter que pagar jantares românticos, vestir lingeries sexy dá muito menos trabalho, especialmente se esse alguém até souber exatamente o que fazer.

 

10 – Amor

As pessoas quando casam normalmente é porque se amam, é porque acreditam que aquela pessoa é a pessoa com quem querem passar o resto da sua vida, às vezes as pessoas pensam que cometeram um erro, mas afinal o erro não foi casar-se, foi divorciar-se, afinal existia um bom motivo para darem o nó e esse motivo nunca deixou de existir, apenas foi encoberto pelas circunstâncias da vida.

Numa era em que é tão fácil cada um virar costas e seguir o seu caminho é perfeitamente normal que existam recasamentos, pois o divórcio é muitas vezes uma atitude precipitada, felizes daqueles que depois dessa atitude ficam no mesmo plano e seguem a sua vida separados ou voltam a reencontrar-se, quando um elemento do casal fica no limbo, a situação pode ser complicada.

No meu círculo de conhecidos, conheço casos em que claramente um dos elementos do casal continua a amar o marido/esposa, pessoas que depois de gozarem da liberdade percebem que afinal a altura da vida em foram mais felizes foi aquela em que estavam presos, uma coisa é estar encarcerado outra é estar preso porque se quer, afinal o casamento é uma doce armadilha do amor*.

 

O casamento para sempre?

Sim, se o amor for para sempre.

 

(*Porque é que acham que as pessoas engordam depois de casar? Porque a felicidade é doce e toda a gente sabe que os doces engordam!)

63 comentários

Comentar post

Pág. 1/2