Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Força Portugal

força portugal (1).jpg

 

Hoje é a estreia de Portugal no Europeu, já sabemos que às 20:00h o país irá (quase) parar para assistir ao jogo.

Não costumo depositar grandes esperanças na Seleção Nacional, apesar da qualidade geral dos nossos jogadores, costumam existir sempre seleções com mais possibilidades de ganhar ou pelo histórico ou pela coesão da equipa.

Cheguei a pensar que a nossa última hipótese de ganharmos uma competição com a Seleção Nacional teria sido no Euro 2004, foi uma pena não termos realizado a festa da vitória em casa.

Recordo-me de no dia do primeiro jogo ter passado pelo Estádio do Dragão e ter comentado com uma amiga que com tanto azul e branco Portugal não iria ganhar naquele estádio, premonição, azar, a verdade é que Portugal perdeu contra a Grécia.

Scolari percebeu que iria ter de jogar com os jogadores do FCP e a partir daí foi sempre a ganhar até à final, novamente com a Grécia perdemos e foi até hoje a maior desilusão de sempre para todos os adeptos da Seleção Nacional que finalmente acreditaram que era possível ser campeões.

A Seleção Portuguesa é sempre uma eterna promessa não concretizada, temos sempre hipóteses, temos sempre qualidade, mas depois há sempre qualquer coisa que falha e acabamos por não vencer.

Antes do início do campeonato estava reticente, é claro que sempre acreditei que iriamos passar a fase de apuramento, as três equipas adversárias de Portugal são claramente inferiores e não deveremos ter dificuldades em ganhar os três jogos.

A partir daí cada jogo é um jogo, são onze jogadores para cada lado e tudo pode acontecer o que nos deixa sempre esperança que pode ser desta vez que ergueremos o trofeu.

Depois das principais equipas candidatas à vitória já terem jogado e terem tido vitórias magras e algumas sofridas, é possível voltar a acreditar. É ainda cedo mas se Portugal entrar bem na competição, ganhar confiança e não cair na tentação de se achar superior, não existirem fricções de egos e problemas de balneário, quem sabe não será desta.

Não há dúvidas que hoje os portugueses estarão unidos a torcer pela sua seleção, a cantar o hino nacional, muitos emocionados, arrepiados e alguns até a chorar.

Serão momentos emocionantes tenho a certeza e também eu estarei a torcer por Portugal.

Mas nestes dias não consigo deixar de pensar que é uma pena que só o futebol una o povo, serão dias em que não se falará de mais nada, ótimos dias para anúncios de medidas políticas menos populares, dias para rebentarem escândalos que nos passarão ao lado.

Que ganhe Portugal para que a união do povo seja forte e que se restaure o orgulho nacional, que se desperte o nacionalismo e o amor à pátria que tanto faz falta neste país, que no fim de contas a festa do futebol tenha um objetivo maior e mais duradouro, o orgulho em sermos portugueses, que o orgulho, que tem andado pelas ruas da amargura, ressuscite e ande na mó de cima, que se grite Portugal alto e bom som e que o eco das vozes unidas se perpetue e se estenda a tudo e transcenda do futebol para todas as outras coisas na nossa vida.

Força Portugal.

 

Imagem retirada da pesquisa do Google.

17 comentários

Comentar post