Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

No varão da Justiça

A expressão na vara da justiça nunca mais terá o mesmo significado depois deste vídeo.

Vara é uma coisa pequena e fina é muito melhor substituir por um varão.

Alguém achou boa ideia usar a pausa do lanche para uma dança no varão, qual improviso sacam do cabide e toca a dar asas à sensualidade.

Ele é dança, ele é gritos, é a loucura total.

Um momento tão importante merece ficar registado e não é um, nem dois, nem três, mas uma série de telemóveis a filmar a dança.

E claro de que vale filmar se não é para partilhar no Facebook!

Segundo a revista Nova Gente, o vídeo foi publicado no perfil de Facebook de uma chefe de uma das secções do DIAP, que seria também uma das protagonistas da dança. Terá sido esta, que noutro vídeo, pede beijos a um colega que não se terá juntado à festa, continuando no computador a trabalhar. A falta de colaboração não passa despercebida pelos colegas masculinos que chegam a perguntar: "És gay? És homem ou és gay? És gay!" Quando o homem se recusou a beijar a chefe.

Quem terá feito chegar o vídeo à comunicação social?

Tenho uma pequena grande desconfiança.

O que tenho a dizer?

Divirtam-se à vontade desde que seja dentro dos 10m do lanche, mas para a próxima não insultem a única pessoa com bom senso do departamento.

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 23.05.2016 10:08

    Era a pausa do lanche ahahahah
    Mas que fica muito mal fica.
    Lá ou em qualquer outro local trabalho que não seja uma casa de strip .
  • Imagem de perfil

    Sofia 23.05.2016 10:10

    Será mesmo?
    É que nem inteligentes são, tinham que mostrar a porcaria que estavam a fazer a toda a gente.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 23.05.2016 10:11

    Sim, filmar uma cena destas e coloca-la no Facebook não é de pessoas inteligentes.
  • Imagem de perfil

    Sofia 23.05.2016 10:13

    Enfim, mais um tesourinho deprimente.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.