Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Quando elas olham para ele

No seguimento do meu contributo no blog da Little sobre:

 

As fêmeas que nos olham de soslaio de cima a baixo, enquanto sorriem para o macho que temos ao lado.

 

O meu MQT aka Moralez comentou que não dá conta quando outras fêmeas olham para ele.

Não dá, não. Não só dá, como dá conta muito antes de mim.

Como sabem eu sou distraída e por isso estas coisas passam-me um bocadinho ao lado a não ser quando a fêmea centra as atenções em mim. Só quando isso acontece é que me apercebo.

Normalmente estou eu descansada da vida em amena cavaqueira quando me sinto observada, começo por sentir um ligeiro desconforto, depois sinto uma espécie de toque desagradável, seguindo-se um calafrio, nesta altura já sei de onde provem o desconforto e os meus olhos batem de frente com a ameaça.

Uma fêmea invejosa, muitas vezes segura de si, petulante e arrogante que passeia o seu olhar imundo entre mim e o meu macho.

O último episódio que prova que ele é muito mais atento do que eu passou-se nas férias de verão do ano passado.

Íamos a atravessar o átrio exterior do hotel quando sinto uma sensação estranha, a sensação começava a ficar cada vez mais forte, senti o calafrio e lá estava ela, uma miúda sentada numa mesa de miúdas a olhar-me desafiante como se fosse dona do pedaço.

Não sei o esperava de mim. Que me encolhesse? Que baixasse os olhos?

Que lhe fosse apresentar o meu marido? Que lhe cedesse o macho numa bandeja de prata?

Que pedisse o divórcio e anunciasse o seu noivado?

Cravei-lhe o olhar mais profundo que consegui, fixo, gélido, perfurante.

Ela não baixou logo guarda, enfrentou-me mas pouco a pouco o seu olhar foi perdendo força e acabou por baixar os olhos incomodada.

 

Digo eu para o Moralez.

- Aquela miúda estava a fazer-te olhinhos e estava a medir-me como se fosse concorrência:

Moralez:

- Ah aquela? Há três dias que sempre que me vê não tira os olhos de mim. É uma miúda não lhe ligues.

 

Imaginem se ele não desse conta! Estávamos há três dias no hotel!

E diz ele que não dá conta. Fará se desse.

É uma miúda?! E depois? Só por isso já pode andar a olhar de soslaio? Não, não pode. É bom que aprenda a ter respeito.

Pode olhar à vontade que olhar não tira pedaço desde que não se arme em petulante e se ponha a medir forças comigo.

Se uma pessoa não põe um travão na coisa o próximo passo era deixar-lhe um bilhete com queres ver do que sou capaz anda ao quarto 1200.

Queres ver! Isso é que era bom.

Ficou logo ali a perceber que se abusasse iria ter problemas.

Continuou a olhar para o Moralez mas não voltou a olhar para mim a desafiar-me, mas teve de levar comigo a olhar para ela com desdém o resto das férias.

Temos pena.

25 comentários

Comentar post