Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Língua Afiada

Quando tiveres filhos tu vais ver… #1




Ouço tantas vezes esta frase nos últimos tempos que às vezesa vontade que tenho é de partir para a violência psicológica.

Toda a gente sabe que os pais deste mundo, especialmente asmães, na sua maioria, não gostam muito que se opine sobre a forma como lidamcom as suas crias, a verdade é que as crias são delas e elas fazem o que bementendem (excluo daqui casos de polícia).

Mas divertem-se a trocar conceitos de como se deve fazer e oque fazer, e a melhor teoria e uma série de coisas, e são as mães as que maiscriticam outras mães. Mas se uma mulher ou homem que não tenha filhos se lembrade opinar está o caldo entornado porque uma pessoa que não tem filhos não pode teropiniões sobre paternidade, educação ou seja o que for relacionado com o tema.

Duas coisas que me chateiam particularmente em situaçõesdistintas:

1 -Pessoa sem filhos opinar sobre como irá ou iria procederquando tiver ou se tiver um filho. Quando a pessoa com quem está a ter umaconversa minimamente civilizada fica sem argumentos atira o chavão – Quando tiveresfilhos tu vais ver!

2- Pessoa sem filhos fala das suas atividades dos temposlivros, explica a importância das férias, da atividade física, de momentos dedescontração e diz com a melhor das intenções a alguém que por acaso até temfilhos que devia começar a praticar exercício físico para bem da sua saúde, a pessoacomeça logo com a clássica desculpa do não tenho tempo, a pessoa sem filhostenta explicar que com a motivação e organização certa tudo é possível, maisuma vez a pessoa fica sem argumentos e ataca com - Quando tiveres filhos tuvais ver!

Há uma parte do meu cérebro que começa a questionar-se seesta frase não é mais do que parece ser, será que existe algum clube que seentra só depois de ser mãe e que nos formata a mente?
Será isto apenas uma constatação do óbvio, sim eu sei que sósaberei o que é ser mãe depois de o ser. (Embora tenha uma ideia muito próximado que deverá ser e o que se deverá sentir, tenho uma imaginação deverásilimitada, e uma capacidade emocional de me colocar em situações que nuncaestive, encarnar personagens para mim nunca foi difícil).

Ou será isto uma ameaça? É que tudo parece mágico mas será quenos estão a contar a verdade toda? Parece que estão dizer – Quando fores mãevais ver o que é bom para a tosse!