Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Língua Afiada

Sabedoria Popular



O pior é cego é aquele que não quer ver.
Por vezes há coisas que são tão desapontantes quesimplesmente não as queremos enxergar, mesmo quando estão ali bem diante denós.
Quando temos um momento de clarividência, o pior não é o queestá por detrás da ilusão é a cegueira que por estupidez e teimosia quisemosmanter.

Quem procura, sempre encontra.
E quando questionamos muitas vezes as respostas aparecem,não devíamos fazer perguntas para as quais não queremos saber as respostas mas porvezes fazemos e as respostas, que sempre estiveram lá, são um balde de águafria.

A verdade é como o azeite: Vem sempre ao de cima.
Pode demorar mas a verdade aparece, começa a flutuar porcima de todos as outras coisas, às vezes desvenda-se vagarosamente, outrasaparece nua e crua e tira-nos da nossa zona de conforto.

Cada um vê mal ou bem, conforme os olhos que tem.
Talvez o ditado mais importante e sábio de todos, nãoimporta o que se faça, quem não gosta de nós vai sempre achar mal o que estamosa fazer.
As coisas mais naturais, simples, despretensiosas e banaisservirão sempre de combustível para quem nos olha com inveja, desdém oumaldade.
Não vale a pena perder a capacidade de agir com naturalidadee sem cálculo, até porque quem vê maldade onde ela não existe irá semprecontinuar a vê-la.

Aos olhos da inveja, todo sucesso é crime
Podes não ter nada, mas se fores feliz continuares aarregalar os olhos de quem tem te inveja.
Dessas pessoas só posso sentir pena, reféns da sua própria cobiça,lutam e lutam, procuram e procuram e nunca estarão satisfeitos, por mais feitosque alcancem, por mais dinheiro que ganhem serão sempre assombrados por aquelesque sabem ser felizes com o que têm.

Espero que um dia entendam o significado da frase:
A felicidade reside nas pequenas coisas.