Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Saúde não são números.

Esperar por um “aparelho” ou “peça” para ser operado…

Nos dias de hoje é algo que não nos passa pela cabeça que possa acontecer, mas acontece.

 

E continuará a acontecer enquanto a saúde for gerida por gestores, administradores hospitalares, políticos e afins, enquanto não forem os profissionais de saúde a ditarem o que é realmente importante.

Muitas pessoas acusam os médicos de serem frios, na verdade estes necessitam de uma armadura pesada e grossa para não sucumbirem a tanta desgraça que veem todos os dias, se acham que os médicos são frios o que pensam das pessoas que nos consideram números e que só veem faturas, despesas e contas, que cortam, racionam e definem o que é importante, prioridades que nos afetam mais do que se pensa.

O SNS português é o melhor do mundo, mas só funciona se não se fizerem cortes cegos, se não sobrecarregarem médicos, enfermeiros e auxiliares e se colocarem a vida e o bem-estar dos utentes acima das despesas.

Quando os custos importam mais que vidas, algo está muito mal no mundo.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.