Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Compras de fim-de-semana

Neste fim-de-semana fomos às compras, não é o nosso programa favorito para um sábado, mas como tínhamos mesmo de comprar dois presentes não tivemos outra solução.

A intenção era comprar os presentes e caso víssemos algo interessante para nós aproveitávamos a viagem, pelo menos era essa a ideia inicial.

Na semana passada fiz um post com a lista de peças que queria (podia) comprar para esta estação, tinha uma lista, mas como já disse várias vezes não me dou bem com listas.

Da lista consegui cumprir um item: as blusas.

As restantes compras foram completamente ao lado, quase que cumpria o item do sobretudo preto, quase porque apesar de ter comprado um casaco quente de lã preto não é o estilo que tinha pensado inicialmente, mas é giro que se farta garanto.

Resultado final: tenho 4 casacos novos! Sim, sou maluca por casacos, não resisto, agora tenho mesmo de me desfazer de alguns…

A meio das compras estraguei as sandálias, não queria acreditar, para além de gostar muito delas não veio dar muito jeito estragarem-se quando estava longe de casa, menos mal que se estragaram num local onde se vende calçado.

Tentei sem sorte encontrar umas sandálias, nada que não estivesse à espera já que andei o Verão todo à procura e não encontrei um único modelo que me enchesse as medidas.

Comprei umas Converse para oferecer ao afilhado e como estava “descalça” resolvi experimentar umas, já não calçava o modelo há muitos, muitos anos e para minha surpresa não é que gostei de ver, mais ainda gostou o Moralez, sorte a minha que gostou tanto que me ofereceu um par e para andarmos a condizer comprou umas para ele.

Uma eternidade depois voltei a gostar das Converse All Star, espero que não me aconteça o que aconteceu no passado que passem a ser uniforme.

No final da tarde ainda demos um salto à loja do demo, porque eu gosto de roupa, mas gosto ainda mais de móveis e decoração e qualquer ida ao IKEA é uma desgraça.

Adivinhem lá o que comprei de prenda? O Elefante, o peluche mais fofinho da loja, aquele que eu queria de prenda de Natal.

Felizmente que fomos sem contar e por isso não levava lista, nem tinha presente as coisas que me estavam a fazer falta, já há muito tempo que não deambulávamos pelos ambientes, normalmente descemos diretamente para a zona de compras, fiquei encantada com uma das cozinhas, adoro a minha cozinha, mas aquela se estivesse com intenções de renovar ou a fazer casa não me escapava.

Fico sempre com a sensação que tirando os móveis de cozinha os restantes móveis devem muito à qualidade e embora me encante com os ambientes quando toco, abro os móveis fico desiludida.

Já recebi o novo catálogo que não tive ainda oportunidade de ver com olhos de ver, mas tenho a sensação que em breve terei em casa mais umas coisas giras ao estilo escandinavo.

Ai este meu lado consumista, é a minha desgraça.

Saldos – as melhores opções da Zara

Andei pelo site da Zara para ver se efetivamente existem saldos ou promoções, para já parecem mais promoções, mas como tudo tem tendência a esgotar é melhor não arriscar muito e comprar já as vossas peças favoritas.

Não é fácil encontrar peças favoritas, as coleções deste ano são pavorosas e exageradas, demasiados folhos, demasiadas aberturas, assimetrias, calças que combinam folhos com boca-de-sino que convidam a dançar o rumba são a catástrofe total.

Mas se procurarmos bem conseguimos encontrar algumas peças com cortes mais clássicos e que valem a pena, não foi fácil, mas consegui fazer uma lista de peças normais na Zara, se estão à procura de tendências fechem este blog e vão ler a sugestões da Nit, se não gostam de andar de chinelos na rua nem com roupas que parecem trajes de carnaval, vejam as minhas sugestões.

 

2162747401_2_1_1.jpg

Umas calças clássicas com detalhes bordados no tecido, 29,95 EUR agora 19,99 EUR.

7149067250_1_1_1.jpg

Umas calças brancas, fluídas e frescas para o Verão- 39,95 EUR  agora 29,99 EUR 

9929220800_2_3_1.jpg

Chinos corte clássico dão sempre jeito - 25,95 EUR agora 17,99 EUR 

 

2156691800_1_1_1.jpg

Blazer smoking- 49,95 EUR agora 29,99 EUR 

Podem também optar pelo modelo igual ao das calças.

2272778712_1_1_1.jpg

Blazer overside branco, não tem botões enormes a datar por isso é uma excelente opção - 59,95 EUR agora 39,99 EUR 

3046236800_2_1_1.jpg

Casaco estilo pele, sem estampados e sem taxas- 39,95 EUR agora 29,99 EUR 

7901021401_1_1_1.jpg

 Casaco casual estilo safari - 39,95 EUR agora 29,99 EUR

 

Nas blusas foi onde encontrei mais opções.

2067217070_2_1_1.jpg

Blusa com detalhe laço- 25,95 EUR agora 17,99 EUR 

2270719401_2_5_1.jpg

Blusa Cetim - 25,95 EUR agora 17,99 EUR

2279748712_1_1_1.jpg

Blusa estampada leve - 25,95 EUR agora 17,99 EUR

2906379712_2_1_1.jpg

Blusa leve branca- 25,95 EUR agora 17,99 EUR 

 

7521029800_1_1_1.jpg

Blusa bordada - 25,95 EUR agora 17,99 EUR

 

Os sapatos ou têm saltos vertiginosos ou são pavorosos, há poucos que escapam.

2200201040_2_1_1.jpg

Estes sling back são uma ótima opção, clássicos, o tacão não é exagerado e são na generalidade muito confortáveis  - 25,95 EUR agora 19,99 EUR

2218201092_2_10_1.jpg

2218201092_2_6_1.jpg

Exista algum revivalismo em bom, em sapatos tão anos 70, são lindos e elegantes, a cor dá quase com tudo  - 21,57 EUR agora 15,99 EUR

 

 

2680201009_2_3_1.jpg

Tenho pena do recorte da sandália não ser diferente à frente, mas são uma excelente opção para uma festa- 69,95 EUR agora 29,99 EUR e estão realmente em promoção.

Podem combina-los com o smoking.

 

Já agora deixo uma dica à Zara, acho que toda a gente já está cansada da postura das modelos nas fotos, sempre com cara de frete e com as poses mais enfadonhas de sempre, se calhar um pouco mais de alegria ajudava.

 

Este post não foi escrito em parceria, só para esclarecer antes que fiquem com ideias.

 

Pessoas simples e simplicidade

Chamar alguém de simples pode ser bom ou mau, é tudo uma questão de contexto, pode ser um elogio na medida que é uma pessoa prática, pragmática, despojada, sóbria e humilde, ou uma ofensa se nos referirmos ao simples de simplória, ingénua, muito crédula ou pobremente vestida.

O que vestimos é um reflexo de nós ou do que queremos aparentar e existe, efetivamente, uma correlação entre as pessoas simples e as que se vestem com simplicidade, pessoas que se vestem de forma prática, sem recurso a grandes acessórios e que não se preocupam muito com a imagem são realmente pessoas práticas e pragmáticas.

 

As pessoas que se enfeitam demasiado e se vestem com roupas exuberantes ou têm intenção de ser notadas ou escondem alguma insegurança, quem se faz notado é porque gosta ou porque quer provar alguma coisa aos outros.

Existe também o contrário, pessoas que se vestem com simplicidade porque não querem passar despercebidas.

 

Do meu grupo de amigas e conhecidas começo a notar que aquelas que são menos preocupadas com o que vestem são as mais genuínas e as mais simples, mais práticas e mais assertivas, enquanto as que usam roupas vistosas e acessórios exuberantes são mais fúteis e muitas vezes mais artificias, escondem receios, complexos e até segredos.

De ressalvar que existem pessoas excêntricas por natureza, cuja excentricidade as acompanha em tudo desde tenra idade e claro que há também quem tem pretensão de ser excêntrico, mas que transpira falsidade.

As pessoas simples não são necessariamente simplistas, são taõ complexas como as outras, apenas tentam descomplicar a vida.

 

Sou colecionadora de acessórios, tenho desde os mais simples aos mais chamativos e ultimamente tenho deliberadamente esquecido que existem, se por um lado me dá alguma tristeza saber que tenho acessórios bonitos fechados numa gaveta por outro sinto-me feliz ao pensar que não preciso de artifícios para me sentir bem na minha pele.

Com a idade tornei-me uma pessoa menos complicada, muito mais prática e muito mais pragmática, os dilemas foram dando lugar à certeza que há perguntas sem resposta e que há batalhas que não merecem ser travadas.

 

A vida por seu lado complicou-se, já escrevi muitas vezes que depois de certa idade a felicidade nunca mais é plena, terá sido por isso que senti necessidade de descomplicar tudo o resto?

No meio de uma rotina apressada e do stress diário ter tempo para conjugar acessórios parece um desperdício de energia, prefiro dormir mais 5m do que escolher um colar ou uma pulseira.

Com tantos problemas a necessitarem de atenção o que vestir passou a ser completamente secundário, salvo as devidas exceções que obrigam a que se pense a indumentária de acordo com a ocasião, o meu uniforme é simples e prático, quando tento dar um toque especial é o suficiente para me atrasar.

 

Por outro lado, não deixo de pensar que se convivesse melhor com a minha imagem, talvez não fosse assim, talvez arrisca-se mais como costumava fazer, talvez voltasse a ser a primeira pessoa a aderir às tendências.

Mas depois sorrio porque me lembro que mesmo se isso acontecesse a minha prioridade não seria essa, gosto de coisas bonitas e boas, gosto de moda, gosto de tendências, mas sou incapaz de gastar muito dinheiro em vestuário, calçado e acessórios.

 

Talvez me tenha transformado numa pessoa simples, que prefere conhecer o complexo íntimo das pessoas e saber menos sobre o que vestem e o quanto custou.

A simplicidade é uma virtude, até para a moda o menos é mais, por isso para quê complicar?

 

Sou simples, gosto de simplicidade e de pessoas simples que me dão a conhecer a sua personalidade sem artifícios e máscaras e acredito que com a idade serei ainda mais simples na minha complexidade.