Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

13 Razões para ver “13 Reasons Why”

Não li o livro que originou a série, provavelmente será melhor que a série, é quase sempre assim, mas devorei os 14 episódios da série, movida não só pela curiosidade, mas também pela incredulidade.

 

As minhas 13 razões para verem “13 Reasons Why”:

 

1 – A série é uma viagem alucinante à realidade dos liceus e aos problemas da adolescência, mais do que recordar a adolescência, a série faz-nos perceber que a adolescência de hoje é muito diferente da adolescência de há 20 anos atrás.

 

2 – Começa pelo final e isso só a torna mais interessante, assim que a série começa ficamos a saber como termina, como o suicídio de Hannah Baker, mas isso só desperta ainda mais interesse na história.

 

3 – A forma como a trama se desenrola, Hannah deixa 13 cassetes onde explica os motivos que a levaram a por termo à própria vida, cada cassete explica a intervenção de um colega de liceu, vamos recuando na vida de Hannah e vivenciando todos os momentos que contribuíram para o seu suicídio, do mais pequeno ao maior.

 

4 – A dissonância entre o analógico e o digital, num mundo totalmente digital, Hannah escolhe deixar o testemunho em cassetes, o que é em si uma afirmação, porque o digital foi um grande contribuidor para o seu drama.

 

5 – O brilhante desempenho de Dylan Minnette como Jason Clay, minuciosamente construída, é a personagem central da série, mais marcante que Hannah, é a personagem de Jason quem nos mostra como tudo aconteceu.

 

6 – Sem eufemismos, a série é acusada de tratar assuntos graves com leveza, não considero que seja leveza, mas sim pureza, a série é crua e mostra a crueldade das pessoas, explora o outro lado, demonstra a diferença entre o que as pessoas demonstram e o que elas realmente pensam.

 

7 – É chocante, é realmente chocante percebermos como os adolescentes podem ser cruéis, como reagem perante uma tragédia e como o seu egoísmo e a sua necessidade de serem aceites ultrapassa os seus valores, deixando para trás o que acreditam e o que consideram ser certo.

 

8 - Mais chocante ainda é percebermos a importância e o perigo das redes sociais e do acesso fácil a fotografar e a filmar, onde a privacidade parece ser um conceito ultrapassado e onde é muito mais importante obter feedback dos colegas do que proteger a dignidade e a privacidade de uma pessoa.

 

9 – É um alerta para os pais e para a sociedade em geral, verdadeiramente não sabemos o que fazem e o que pensam os nossos filhos, sempre foi assim, mas hoje é pior, porquê? Há 20 anos não tínhamos a nossa vida devassada na Internet, uma vez online, para sempre online, como esquecer uma humilhação se ela estará para sempre perpetuada na rede?

 

10 – As diferentes perspetivas dos acontecimentos de acordo com os interesses e experiências dos diferentes personagens, na série a noção do certo e errado molda-se aos personagens, a sua perspetiva é tão marcante que chega a fazer-nos questionar a verdade de Hannah e se o seu lado dramático não foi o maior motivo para a tragédia. Há sempre dois lados de cada história.

 

11 – Realização, a história é contada de uma forma diferente e o realizador soube aproveitar bem o desenrolar da trama para envolver o espectador, os planos crus e explícitos das cenas mais intensas da série são realmente chocantes e assustadoramente credíveis, a cena do suicídio de Hannah fez-me desviar o olhar, o que não é fácil de acontecer, é uma cena violenta psicologicamente.

 

12 – Fotografia, os planos da série são fantásticos, os mais simples e intimistas que aproximam e revelam as emoções das personagens são os mais interessantes e incomodativos, chegamos a sentir-nos incomodados muitas vezes pelo que as personagens sentem, mas não dizem em voz alta.

 

13 – Excelente banda sonora, numa série com uma componente dramática tão grande a música é importantíssima e a Netflix sabe-lo e aproveita a música muitíssimo bem para dar a carga emocional necessária a cada momento, a versão da música Only You de Selena Gomez, ficou a ecoar-me na cabeça.

 

A série é uma chamada de atenção e desengane-se quem pensa que por ser uma série que explora o mundo dos adolescentes é uma série para adolescentes, pelo contrário, é uma série para adultos.

 

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.06.2017 14:03

    Foca temas importantes e assustadores, pode parecer ficção mas não é, acontecem situações similares.
  • Imagem de perfil

    Moralez 12.06.2017 14:11

    Claro q sim... e é muito complicado ajudar os filhos numa situação assim!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.06.2017 14:13

    Especialmente porque os pais muitas vezes não sabem o que se passa.
  • Imagem de perfil

    Moralez 12.06.2017 14:19

    Nem se apercebem de nada pq os filhos escondem o mais q podem!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.06.2017 14:24

    Como nós também escondíamos, é uma idade complicada :(
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.