Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Depois de carregar no send não há como fazer unsend!



Isto de estar sempre online e de falar com os outros assimem menos de um fósforo com um simples deslizar de dedos pode não ser assim tãobom, aliás a meu ver existem imensas desvantagens nesta velocidade.

1 – Mandar o texto para a pessoa errada, isto tambémacontecia nas sms e até nos e-mails mas com as conversas escritas em tempo reala taxa de erros aumentou exponencialmente, até porque não é raro estar-se afalar com várias pessoas ao mesmo tempo.

2 – Péssimo para quem tem o coração perto da boca e digitarápido, se tem o coração perto da boca e digita à velocidade da luz aconselho aque leia 3x os comentários antes de os enviar porque não dá para apagar um textoenviado numa mensagem por exemplo do Facebook, está escrito e muitas vezes(quase sempre) estar escrito é pior do que estar dito, fica registado e não hácomo apagar! 

3 – Dizer coisas nos momentos mais impróprios, todos nóstemos aqueles momentos mais lamechas por exemplo: quando estamos tristes,quando vemos um filme que nos lembra de coisas menos boas, quando bebemos, quandoestamos com TPM, portanto em várias situações ficamos com o julgamento toldadoe não é bom que nesse momento possamos de repente estar a mandar uma mensagem àqueleex-namorado que nos fez a vida negra ou àquela ex-amiga (se é que isso existe) edizer as coisas mais parvas que no dia seguinte nos envergonham até aos ossos.

Por isso minha gente, antes de mandarem mensagens e ícones comose não houvesse amanhã verifiquem para quem as estão a enviar, o conteúdo dotexto e perguntem-se se amanhã continuariam a achar boa ideia o seu envio. E jáagora se estão a ter uma conversa com alguém importante deem-lhe a atençãonecessária e não estejam a fazer mil e uma coisas ao mesmo tempo.
É claro que se toda a gente fizesse isto não haveriam tantasperolas na Internet mas haveriam com certeza menos divórcios, zangas entre paise filhos e chatices entre amigos e familiares.

Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe!



Este ano que ainda mal começou tem sido um ano de contrastestão grandes que o meu sistema nervoso tem tido dificuldade em lidar com osaltos e baixos com os quais me tenho deparado.
Assim de repente parece que voltei à adolescência:
- Ora estou muito feliz, ora estou a sentir-me miserável.
- Ora tenho imensos planos, ora não tenho nada interessantepara fazer.
Esta vida de extremos não é nada entediante mas caramba écansativa, estes altos e baixos esgotam-me de tal forma que fico extenuada.
Só para dizer que depois de um fim-de-semana passadomaravilhoso, tive uma semana de cão mas a anunciar hoje um fim-de-semanaexcelente depois de uma notícia muito boa.
São os contrastes da vida. Um dia mau, um dia bom, mas o queinteressa é o balanço final.

"100 Homens Sem Preconceitos – Um Passo Pela Igualdade"

A revista Máxima desafiou 100 homens sem preconceitos a calçar sapatos de salto alto em nome dos direitos da Mulher, a iniciativa para ‘100 Homens Sem Preconceitos – Um Passo pela Igualdade ‘contou com a ajuda de Luís Onofre que desenhou e produziu em exclusivo sapatos para os pés masculinos.

 
As receitas desta ação revertem a favor da associação Laço e tem como principal objetivo defender os direitos da Mulher.
 
A ideia é original e as primeiras fotos fantásticas. Alguns dos modelos ficam mesmo giros com os stilettos que como não podiam deixar de ser são lindos de morrer.

 

Os cenários e o guarda-roupa estão muito bem coordenados e o título da iniciativa é simplesmente fantástico.
Afinal um homem de saltos pode ficar bem.

 

 
Podem saber mais aqui.
 
David Fonseca

 

João Manzarra

 

Pedro Lima

 

Ricardo Carriço

 

Ricardo Pereira

Pág. 4/4