Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Regresso à estrada – Volta Agosto estás perdoado

A estrada é um local excelente para observarmos o comportamento da espécie humana, a par dos supermercados está no top dos locais onde mais fenómenos curiosos se concentram, nos primeiros por m², na segunda por km/h.

Hoje iniciou-se a primeira semana completa de Setembro e se vemos menos carros de matrícula estrangeira às apalpadelas começamos a ver os apressados do costume.

Então numa simples viagem de 15 km é possível vermos de tudo um pouco.

 

- O apressado que não teve tempo de tomar o pequeno-almoço em casa e aproveita a viagem para comer, nada contra, mas para a próxima não deite pela janela o plástico do chocolate, tenho a certeza que no seu Mercedes CSL 350 no meio de todas as chiquezas tem algum local onde pode colocar lixo. Mais que visto que dinheiro não dá educação a ninguém.

 

- A boazona que acha que por estar num vestido licra tigresa pode atravessar quando lhe apetece a estrada e escolhe precisamente o local estratégico entre duas passadeiras que estão a 300m uma da outra.

 

- O espertinho que fura a fila da rotunda e passa à frente de todos pela facha da direita, faz a rotunda de duas fachas pelo meio para só sair na terceira saída, escusado será dizer que basicamente todo o trânsito parou por causa da sua proeza.

 

- O distraído que chega ao cruzamento e mete a frente até ao meio da estrada como se a estrada fosse toda dele.

 

- O precipitado que estaciona em segunda fila mesmo tendo 3 lugares de estacionamento do outro lado da rua.

 

A falta de civismo que se vê na estrada é desconcertante, assiste-se constantemente a faltas de respeito e a uma tremenda falta de educação, poderia pensar que é pelo começo agitado dos dias, mas depois encontro as mesmas pessoas ao final do dia no supermercado e perco a fé na humanidade.

Saudades das estradas vazias do mês de Agosto.

Como criar um negócio de sucesso?

como ter um negócio de sucesso.jpg

 

 

Os mais céticos dirão que não existem fórmulas para o sucesso, de acordo, para o sucesso não existem fórmulas porque o sucesso pessoal é totalmente subjetivo, mas existe uma fórmula para o sucesso de um negócio:

 

A sua Génese.

 

O segredo está em criar um negócio que cumpra 6 requisitos na ótica de quem o cria e para quem é criado:

 

1 - Satisfaça uma necessidade ou desejo do mercado.

2 - Esteja de acordo com a sua capacidade de investimento ou da sua capacidade de captação de investimento.

3 - Ser numa área de negócio na qual possua conhecimentos básicos, ter capacidade de contratar quem possua ou ter possibilidade de adquirir formação no curto prazo.

4 - Um negócio que não dependa de um só fornecedor.

5 - Um negócio que não dependa de um só cliente ou mercado dependendo da dimensão.

6 - Um negócio que tenha um retorno de investimento de acordo com a sua disponibilidade financeira e psicológica de espera.

 

Posto isto qual é o negócio que devo criar?

Esta é a famosa pergunta de um milhão de dólares.

Aquela que se eu soubesse responder não estaria a escrever este post, estaria a gastar o meu milhão de dólares.

 

Como ter um negócio de sucesso?

É fácil é só responderem acertadamente à pergunta que completa todos os requisitos, poderia ser mais simples?

 

 

(Não venham cá com esforço e dedicação isso é um requisito obrigatório, se não tiverem nesse espírito nem vale a pena pensarem em criar um negócio, mas podem dedicar-se o que quiserem se o negócio não cumprir os requisitos acima listados está condenado ao fracasso.)

A ressacar da Internet e claro do Blog

Isto de estar horas e horas sem acesso ao blog e sem ler nada do que se escreve na blogesfera dá ressaca! Acreditem que dá mesmo.

Estar sem Internet só é bom se estivermos a relaxar, em todos os outros contextos é uma seca.

Estar com PC à frente e não conseguir fazer se quer uma pesquisa é tortura, até a minha criatividade parece depender daquilo que os meus olhos encontram por esse mundo Google fora.

Agora vão desculpar-me mas tenho de perceber onde anda o grilo que ouço a cantar antes das minhas gatas, aparentemente tenho um animal novo a habitar cá em casa e parece que está a gostar pois canta que se farta.