Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

35 horas no sector privado faz sentido

O PCP lançou a ideia no final das jornadas parlamentares e já criou todo um alvoroço.

É claro que os patrões são contra, consideram mesmo a ideia desastrosa.

Eu sou a favor e tenho alguns argumentos que considero tão válidos como quaisquer outros:

 

- Menos horas de trabalho + Motivação dos funcionários = Maior produtividade = Maior rentabilidade para empresa

 

- Menos horas de trabalho + Horas de lazer + Horas para gastar dinheiro = Economia cresce + Impostos para o Estado

 

- Menos horas de trabalho + Necessidade de contratar = Diminuição de taxa de desemprego = Economia a crescer + Mais pessoas a gastar dinheiro + Impostos para o Estado

 

- Menos horas de trabalho + Tempo para os filhos = Aumento da taxa de natalidade + Aumento de Impostos = Resolução do défice da Segurança Social

 

Acredito que numa fase inicial o ajuste possa causar alguns transtornos mas a longo prazo serão só vantagens. Os países mais desenvolvidos são aqueles onde os trabalhadores trabalham menos horas não será isso um indício que deve ser esse o caminho?

A Europa está em falência, as políticas de austeridade têm-se demonstrado ineficientes, especialmente porque se exige um esforço dos contribuintes mas depois não se cortam nas gorduras e se financia a banca, este sistema está falido, esta na altura de mudar o paradigma.

São as pessoas que podem mudar esta situação, são as pessoas que movimentam a economia e por isso convém dar-lhes rendimentos e tempo para que o façam.

Se passarmos a trabalhar 35 horas não recebemos só um aumento de tempo livre, mas também um aumento de ordenado e acima de tudo um aumento de qualidade de vida que influenciará tudo o resto.

Além de que seria estabelecida uma igualdade entre o sector público e o privado, é claro que é uma medida que diz respeito ao sector privado, mas o Governo e a Assembleia da República podem e devem contribuir para o debate.

Espero que se abra o debate e a negociação porque eu seria muito mais feliz com mais uma hora de lazer por dia.

9 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 01.06.2016 14:16

    Tens toda a razão, as pessoas reclamam mas depois não exercem o seu direito de voto.
    Mas para reclamar de coisas parvas ou festejar campeonatos já se mobilizam, a verdade é temos uma sociedade maioritariamente ignorante e muito fácil de manipular.
    Basicamente distinguem que uns partidos são de esquerda e outros de direita e acham que são todos iguais e deixam-nos andar.
    É uma vergonha, às vezes tenho vergonha de falar com alguns portugueses que estão mais preocupados com o jogo do campeonato do que com a economia do país.
    É mais importante lutar contra o consumo de caracóis e outras tretas, lutar pelos nossos direitos dá muito trabalho.
    E depois quando te mostras revoltada ainda te chamam do piorio de comuna, de insatisfeita, enfim…
  • Imagem de perfil

    Pequeno caso sério 01.06.2016 14:56

    Já dizia o outro "senhor" (Salazar) que o povinho podia até saber ler e escrever mas NUNCA interpretar. Estamos quase lá.
    Infelizmente vivemos numa sociedade que interpreta muito pouco.
    Bombardeiam-nos com toda a m#$%@ que podem e, a maioria , come e cala sem se questionar o porquê. Enquanto assim for, não vamos lá.
    Quanto aos que não concordam com o meu/nosso ponto de vista têm esse direito dado que vivemos numa sociedade democrática que felizmente a geração antes da minha teve os tomates de construir.
    Lamentavelmente não é essa herança que deixaremos aos nossos filhos.

  • Imagem de perfil

    Psicogata 01.06.2016 15:02

    Curiosamente a minha mãe dizia há dias que estava triste que a geração dela tenha lutado tanto pelos direitos do trabalhador e que agora a nossa se deixe espezinhar.
    Chegamos ao cúmulo das pessoas terem medo de exigir os seus direitos com medo de represálias.
    Infelizmente não deixaremos grande legado, eles fizeram bem melhor com menos informação e com menos formação, hoje somos bombardeados com informação que não processamos, não entendemos e que não fazemos um esforço para entender.
    As pessoas acham-se mais inteligentes porque sabem trabalhar com novas tecnologias mas a verdade é que perdemos qualidades e valores muito mais importantes.
    Evoluímos para agora estarmos a regredir e são poucas as pessoas como eu e tu que têm noção disso.
  • Imagem de perfil

    Pequeno caso sério 01.06.2016 15:04

    Infelizmente é bem verdade.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 01.06.2016 15:07

    E é esta a triste realidade eu vou tentando alertar algumas pessoas, mas a maioria olha-me como se fosse de outro mundo.
  • Imagem de perfil

    Pequeno caso sério 01.06.2016 15:10

    Conheço tão bem essa sensação...
    Vejo tanta passividade e tanta indiferença e pergunto-me: será que a maluca sou eu? (também sou, é certo mas não deste tipo de maluca)
  • Imagem de perfil

    Psicogata 01.06.2016 15:14

    É mesmo isso, será que a maluca sou eu?
    Até sou como tu mas não nisto.
    Neste aspecto temos bastante lucidez acho que a outra loucura serve para balancear se não ficaríamos literalmente malucas.
  • Imagem de perfil

    Pequeno caso sério 01.06.2016 15:17

    A minha "loucura" é o antídoto para tanta estupidez a que assisto.
    É esta minha loucura que permite que teça lá na minha barraca as teorias mais espetaculares sobre assuntos que não valem um peido!
    ;)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.