Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Ódios de Verão #7

 

Esfolar!

 

A consequência chata que acontece depois do bronze.

Não é sempre, por várias vezes tenho conseguido escapar a este drama de ter a pele a escamar qual réptil, mas basta um descuido, um pequeno descuido e está tudo estragado.

Tenho imenso cuidado com a exposição solar, quer pelo uso do protetor quer pelo horário e tempo de exposição, mas às vezes uma pequena distração e a pele queima, e mesmo sendo superficialmente é suficiente para danificar a pele.

Mas o meu problema são os cuidados pós-solares, se nos dias em que apanho sol uso e abuso do creme hidratante, o mesmo já não é verdade nos outros dias, é frequente esquecer-me de aplicar hidratante e é o suficiente para a pele desidratar e esfolar.

E o que eu odeio ter a pele a desfazer-se! Para além de ser feio é muito incomodativo, digo-vos é um suplício, especialmente porque a minha pele não sai de uma só vez, demora uns bons dias até ficar com aspeto normal.

Nota mental para este Verão hidratar a pele todos, todos os dias.

Ódios de Verão #6

 

A depilação!

 

Os pelos gostam de calor e basta um ar mais quentinho para florescerem quais flores espinhentas!

Para além de crescerem a um ritmo vertiginoso os pelos também gostam de sol, escondem-se da depiladora, da cera, da lâmina, mas mal veem a luz solar e é vê-los a exporem-se orgulhosamente ao sol.

Quem nunca fez a depilação, revisou-a cuidadosamente para chegar à praia e ver que tem meia dúzia de teimosos pelos!

Como é possível? Como não os vimos?

Porque eles escondem-se, são uns dissimulados.

Graças a Deus por essa coisa de depilação definitiva, quer dizer definitiva como quem diz, que na maioria das vezes é só intermitente, mas não tendo terminado de vez com os pelos, pelo menos reduziu-os.

O que eu sei é que é um stress não ter sempre as pernas livres de pelos para usar calções, saias e vestidos a qualquer hora.

Já agora se por um acaso alguma clínica estiver a ler texto ficaria muito feliz em testar o vosso método, é que pelos mais teimosos que os meus não há! Garanto-vos.