Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

WTF # 7 – O postiço da vulva

Sim, leram bem.

Não perdi a cabeça, existe mesmo um postiço para a vulva.

É assim uma coisa que me ultrapassa, que me deixa boquiaberta e até com ganas de distribuir umas bofetadas, eu sei que passo a vida a dizer que sou contra a violência, mas… bem há sinceramente coisas tais que me tiram do sério.

 

Já todos devem conhecer as cuecas com acréscimos na zona do rabo, a moda do rabo largo e empinado qual Kim Kardashian é uma praga, especialmente quando enfiado numas leggings coleantes e transparentes.

Numa época em que os homens revisitam os clássicos e se apresentam cada vez mais cuidados e elegantes o que fazem as mulheres?

Perdem a cabeça!

 

Gostaram muito do guarda-roupa de La La Land?

Eu também gostei, gostei das vestimentas do Ryan, mas também da Emma, mas estão imaginar aqueles vestidos lindos numa popozuda com uns pumps vertiginosos com lantejoulas? Pois… arruinariam a classe do vestido em menos de dois segundos.

 

Eu sei que as pessoas tendem a querer sempre aquilo que não têm, é por isso que as orientais magríssimas teimam em desejar curvas, os homens de lá cansados de ver mulheres estilo boneca em série (sortudas que para além da pele ótima e cabelo forte ainda são elegantes), gostam de explorar outros mundos com mais carnes, coitadinhos soubessem eles a sorte que têm estavam quietos, tenho para mim que a culpa é dos olhos em bico que lhes toldam a visão.

 

E não é que depois dos silicones nas mamas, dos acréscimos no rabo e um sem fim de coisas que inventam para modificar o corpo, lembram-se de inventar umas cuecas para ficarem com “pé de camelo” na roupa?

Mas não é um “pé de camelo” qualquer, não! É um bem gordo e bem visível.

 

16736386_10211173151617788_1580629622_n.jpg

 

 

Depois de conseguir fechar a boca de espanto e de esfregar os olhos umas 47 vezes há duas dúvidas que me assistem:

- Que homens gostam disto? Digam-me que não consigo conceber tal preferência.

- O que é que elas fazem na hora H? É que se eles estão à espera de encontrar todo este terreno almofado não irão com certeza achar piada bater contra uma parede dura.

Por favor digam-me que não existe num orifício na cueca!

 

Espero que esta moda morra tão depressa quanto começou ou daqui a nada teremos vulvas siliconadas e botoxadas!

Com diria a minha avozinha, credo, abrenuncia!

Vai-se a ver e o fim do mundo está mesmo a chegar.

Fashion secrets #5 – Os casacos de pelo

Dizem que o pelo é uma tendência para esta estação, para mim nunca esteve fora de moda desde que usado com moderação e nas situações certas.

Um casaco de pelo natural ou sintético sempre esteve associado a classe e requinte, quando penso em casacos de pelo lembro-me sempre das Russas, altas e esbeltas de vestidos elegantes cobertos de lindos casacos de peles.

Uma imagem romântica da coisa porque o que não faltam por aí são usos parvos para os casacos de pelo e como não quero que vos falte nada deixo-vos aqui uma manual intensivo do que não usar e de como não usar.

 

1 – O casaco é mesmo de pelo e tem consistência de pelo?

Não quero com isto dizer se é de pelo natural, mas se é de pelo e não de algodão esfiapado, as tentativas e aproximações ao pelo chegam a ser patéticas.

Não sei se já vos aconteceu, mas apesar de algumas peças aparentarem ser de pelo quando lhes tocamos são uma desilusão, não basta parecer pelo é preciso que se sinta como pelo.

Por isso convém escolher bem o casaco sob pena do resultado ser péssimo, porque ser parecido não é a mesma coisa do que ser igual.

Isto:

xc copy.png

 

Não tem nada a ver com isto: 

1360932808-2.jpg

Embora possam parecer parecidos o aspeto do casaco faz toda a diferença.

 

Notam ali qualquer coisa estranha no outfit do meio?

casaco-de-pelo-como-usar.jpg

2 – Querem realmente parecer um animal?

Nós sabemos que o pelo é inspirado nos animais, mas isso não quer dizer que nos devemos transformar neles, além de não favorecer ninguém é ridículo.

Meeé, sou uma ovelha.

casaco-de-pelo-como-usar1.jpg

Se tirar ali aqueles pompons fica fantástico para usar e fantasia de urso no próximo Carnaval.

s_56620158522b4548f5000783.jpg

Vestir-se de pokemón também não é boa ideia.

2NE1_CL-Is_she_fur_real_South_Korean_rapper_and_singer_Lee_Chae_rin_stoo-a-80_1428869773100.jpg

Nada como levar mesmo a cabeça do animal! Ou não!

23A7597800000578-0-image-20_1417509870043.jpg

 Vestir literalmente ursos de peluche não é boa ideia correm o risco de serem atacadas por um bando de crianças.

84794405454348851_J2Bt9wGI_c.jpg

3 – Querem mesmo assim tanto dar nas vistas?

Um casaco de pelo já é uma pesa marcante por si só, por isso não convém ser usada com peças marcantes, se o casaco tiver uma cor marcante optem por peças de cores neutras.

Os outfits da Carrie Bradshaw só fazem sentido na série.

 

nicki-minaj-marc-jacobs__oPt.jpg

Tanta tendência junta credo!

street-style-asos-fur-coat-express-sequin-skirt-just-fab-fairfield-mac-heroine-jessica-c-andrews-glamazons-blog-4.jpg

 

4.-red-fur-coat-with-chic-outfit.jpg

blue-pastel-anna-dello-russo-for-h-m-bag-beginning-boutique-skirt_400.jpg

 

4 – Não estraguem um casaco de pelo a usa-lo com peças que não lembram ao diabo.

Por amor de todos os santos e santas, alguém diga a Kim Kardishan que ela não é uma it girl.

 

kim-kardashian-beige-onesie__oPt.jpg

amfAR+New+York+Gala+Kick+Off+Fall+2011+Fashion+TAMgiHKd7UMl.jpg

 

5 – Comprar ou não comprar

As tendências não ficam bem a todas as pessoas, se um casaco de pelo vos coloca em cima 10kg que não têm por mais bonito que seja deixem-no na loja.

Se não têm possibilidades de comprar um modelo de qualidade e bom aspeto é preferível não comprarem, esperem pela Black Friday ou pelos saldos.

Se só têm orçamento para comprar um casaco optem por um modelo consensual e clássico, de cor neutra que conjugue com tudo, preto, camel, cinza ou branco são boas opções.

Se têm um orçamento mais dilatado aproveitem que estão na moda para investirem numa peça de qualidade, não se arrependerão porque nunca sai de moda e quando não são tendência podem ser difíceis de comprar e a preços exorbitantes.

Recorram aos outlets e às lojas de roupa em segunda mão, os modelos não variam muito de ano para ano e de época para época, nunca se sabe podem descobrir um casaco vintage de qualidade a preço de saldo.

Tenham em atenção se o casaco se adequa ao vosso estilo de vestir e ao vosso estilo de vida, há modelos que necessitam de uma certa atitude para serem usados, outros que só devem ser vistos em determinados ambientes.

Alguns outfits de inspiração:

 

Fluffy-Coat-Outfits-15.jpg

fur-coat-dress-shirt-jeans-ankle-boots-crossbody-bag-large-9294.jpg

green-faux-fur.jpg

980x.jpg

Street-Style-February35.jpg

Unhas de gel – Quem avisou

Nunca gostei de unhas de gel, tirando os casos raros em que a profissional tem dotes de artista plástica e consegue dar-lhes um aspeto natural, a maioria não são unhas, são unharras que mais parecem saídas de um filme de terror. Se à falta de jeito para esculpir juntarmos a falta de gosto o resultado são as unhas mais parolas que alguém algum dia já inventou.

 

As coisas pavorosas que por aí se veem são um atentado a qualquer vista mais sensível ao pimba e brejeiro. Quando as unhas acompanham leggins a fazer de calças e soutiens cor-de-rosa à mostra claramente estamos perante um caso perdido e o melhor nem é olhar duas vezes porque o nosso sensor estético sofre. O meu coitadinho sofre imenso ao vislumbrar semelhante andor enfeitado dos pés à cabeça com excesso de detalhes, berloques, apliques e postiços e com falta de tecidos nos locais certos, enquanto tecidos que deveriam estar escondidos se mostram orgulhosos da sua presença.

 

Como dizia um amigo meu no outro dia:

- Quando vejo uma mulher com um soutien cor-de-rosa à mostra associo a imagem imediatamente a uma prostituta.

 

Depois das unhas de gel simplificaram para o verniz gel, menos horas de trabalho, mas mais idas à esteticista o que se analisarmos bem no fim do ano, as horas e o dinheiro gasto iam dar ao mesmo, a vantagem era só uma, como para o verniz gel a base era a própria unha, as unharras passaram ser menos frequentes para bem dos nossos olhos.

Experimentei, apesar de gostar do resultado do verniz nas unhas, não gostava do resultado nas unhas quando o tirava, unhas arranhadas, fragilizadas e tenho unhas fortes e resistentes, imagino quem tenha unhas de papel.

Entretanto descobri o verniz efeito gel e a minha vida mudou, quando tenho paciência para pintar as unhas o resultado é excelente, a durabilidade é maior do que o verniz normal e se estragar uma unha não tenho de ir a correr à esteticista, posso simplesmente retirar o verniz com um removedor normal, com a vantagem de que quando se remove o verniz as unhas continuam normais e sãs.

O melhor de tudo? Seca ao ar e em cinco minutos, nada de lâmpadas.

 

Ah as lâmpadas! As lâmpadas são o motivo deste post, é que as lâmpadas são UV, UV como os raios do sol, aqueles que raios que fazem mal e dos quais nos estamos sempre a tentar proteger e que nos fazem gastar fortunas em protetores solares, são esses mesmos.

E o que é que a mulherada anda a fazer? A meter as mãozinhas diretamente debaixo dos raios UV sem proteção sequer, ali a uma distância mínima da fonte. O meu marido, sempre atento e sábio, disse-me assim que viu a geringonça:

- Isso não faz mal? Isso são raios UV.

- Acho que não.

 

Não ia assumir a minha burrice assim à primeira, mas depois de pensar melhor deixei de usar e comecei a evangelizar as amigas, acham que resultou? Nada disso, continuam a usar.

É claro que o marido pensava, até ler este post, que deixei de usar a geringonça por dar muito trabalho e ser uma seca estar ali a aguardar que as unhas secassem. Amor tinhas razão.

 

As mãos que são, a par do pescoço, o espelho da velhice, são só a parte do corpo mais exposta, mais mal tratada e a que envelhece mais rápido e o que é que o mulherio faz? Envelhece-as mais um bocadinho à custa de andar com as unhas mais compostinhas.

Esqueçam lá isso, com as mãos enrugadas e cheias de manchas acham mesmo que umas unhas boinitas vos safam?

Se o envelhecimento não for suficiente para assustar pensem na outra consequência associada aos raios UV, o cancro, não há necessidade de agravar a propensão que todos já temos ao expor-nos a mais um fator de risco.

Se mesmo assim o espírito rebelde e aventureiro persiste em vocês coloquem ao menos protetor solar nas mãos antes de as meterem debaixo das luzes.

Ou então deixem-se disso e usem verniz normal, sem apliques, purpurinas e todas essas piroseiras.

Façam favor de divulgar esta informação, não, não é pela saúde das mãos, é mesmo pela saúde dos meus olhos, que dispensem olhar para unharras.