Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Redes sociais e a extinção das relações humanas

As redes sociais, impulsionadas pelas tecnologias móveis, ignoram o sistema pessoal de autocrítica e conferem a sensação de onipotência, com sérias consequências a nível social.

 

A comunicação digital está a colocar em perigo a comunicação verbal, especialmente entre os jovens, um estudo da Universidade de Michigan chegou à conclusão que alunos que passam muito tempo nas redes sociais, não só perdem o contato com a realidade, como perdem a capacidade de empatia e compaixão.

Esta falta de empatia faz surgir um novo tipo de vergonha, a vergonha da exposição e humilhação públicas por via das redes sociais, o motivo para o aumento significativo de bullying através da Internet, reside no facto de as pessoas sentirem que têm poder para publicar o que quiserem, como quiserem, sem consequências, não havendo preocupação com os sentimentos que as suas palavras causarão nos visados.

As redes sociais, impulsionadas pelas tecnologias móveis, ignoram o sistema pessoal de autocrítica e conferem a sensação de onipotência, com sérias consequências a nível social.

Uma foto que tiramos a um desconhecido numa situação caricata pode tornar-se viral, interferindo a uma escala global com a sua vida, arruinando completamente a sua autoestima e criando dificuldades na sua vida pessoal e social, familiar e profissional.

 

situações onde por receio de serem as próximas vítimas, jovens que recriminariam certo tipo de conduta acabam por contribuir para a sua propagação.

 

Estar atrás de um ecrã dá uma falsa sensação de proteção, faz com que as pessoas percam os filtros e ganhem uma “coragem” virtual que os faz ter atitudes e proferir declarações que não teriam e diriam se estivessem na presença das pessoas, pois a vergonha, o receio de uma reação seriam um travão e um controlo dos comportamentos e palavras.

Offline existem um conjunto de normais sociais, mais ou menos interiorizadas que se traduzem na aceitação de determinados comportamento e recriminação de outros, essas normas parecem ficar à porta da sociedade online, onde o bom sendo, a educação e o politicamente correto são substituídos pela noção de que nas redes sociais se pode dizer tudo o que se pensa.

Estes comportamentos são especialmente perigosos na pré-adolescência e adolescência, altura em que definimos a nossa personalidade e testamos a nossa forma de interagir com os que nos rodeiam, o receio de não ser aceite em determinado grupo aliado à noção de poder aumenta consideravelmente o efeito de contágio de certas publicações e comportamentos, situações onde por receio de serem as próximas vítimas, jovens que recriminariam certo tipo de conduta acabam por contribuir para a sua propagação.

 

o sentimento de bem comum foi subjugado pela cultura do eu, e a construção de relações duradoiras e estáveis deu lugar à satisfação instantânea e passageira do número de gostos e comentários.

Estamos perante dois problemas gravíssimos, se por um lado as pessoas cada vez mais ativas socialmente nas redes sociais demonstram falta de capacidade de se relacionarem pessoalmente, por outro lado essas mesmas pessoas estão a perder caraterísticas essenciais à construção de uma sociedade justa, compreensiva, coesa e feliz, o sentimento de bem comum foi subjugado pela cultura do eu, e a construção de relações duradoiras e estáveis deu lugar à satisfação instantânea e passageira do número de gostos e comentários.

 

a linguagem corporal tão importante como a escrita e a falada está em perigo de perder a sua importância

Paralelamente a esta crise de valores, a transição das interações sociais do real para o virtual cria ainda dificuldades ao nível da linguagem corporal, quando falamos com alguém não dizemos apenas palavras, todo o nosso corpo comunica, os gestos e as expressões que fazemos são um complemento essencial à comunicação, muitas vezes dizemos uma coisa e todo o nosso corpo comunica outra, é assim que percebemos que um familiar ou amigo que diz estar bem, não está, porque a sua linguagem corporal diz-nos o contrário.

As novas gerações ao relacionarem-se quase exclusivamente online, é comum ver jovens que estão lado a lado, mas que comunicam pelo telemóvel, rindo-se para os ecrãs e enviando constantemente mensagens uns para os outros, perderão essa capacidade de reconhecer e exprimir emoções corporais, a linguagem corporal tão importante como a escrita e a falada está em perigo de perder a sua importância, prejudicando grandemente a capacidade de as pessoas exprimirem e reconhecerem emoções.

 

A estas mudanças nos comportamentos sociais há ainda que acrescentar que apesar de as novas formas de comunicação serem em grande escala escritas, a capacidade de compreensão e interpretação de textos não acompanha esta tendência, pois há cada vez mais dificuldade em ler textos longos e explicativos e especialmente uma grande dificuldade em reter mais do que um dado do mesmo texto.

O consumo rápido de informação que se traduz na leitura do título e depois numa leitura na diagonal, não retendo, não analisando qualquer informação, não exercita a capacidade de compreensão, nem a memória, levando a erros de interpretação e julgamento, a par com a crescente dificuldade de distinguir conteúdo de publicidade e notícias verdadeiras de falsas.

 

O que hoje acontece é que não existe compreensão, mas existe muita interpretação e muita descontextualização.

 

Fala-se em problemas de interpretação, ler um texto e retirar dele uma interpretação sempre foi uma dificuldade, talvez porque o modelo de ensino da língua portuguesa não estimule a criatividade e pensamento crítico, mas para interpretar um texto é preciso primeiro compreende-lo, interioriza-lo, só depois disso é que podemos interpreta-lo com base nos nossos conhecimentos e experiência.

O que hoje acontece é que não existe compreensão, mas existe muita interpretação e muita descontextualização.

As pessoas estão a perder a capacidade de comunicação pessoal, as relações pessoais estão a ser substituídas por relações virtuais, empatia e compaixão, valores base de qualquer sociedade equilibrada, estão a desaparecer, a compreensão escrita deu lugar à interpretação sem critério e há um sentimento de impunidade dos comportamentos virtuais.

 

É este o caminho que queremos traçar?

O que nos espera?

Um futuro sem empatia, misericórdia, amizade, caridade, amor, calor humano, abraços, beijos, afetos?

É este o legado das novas tecnologias?

Um mundo frio, sombrio e desprovido de emoções reais?

Não há nada mais importante do que as relações humanas, são a estrutura da sociedade que sustenta tudo o resto, sem relações humanas caminhamos a passos largos para a extinção da humanidade para darmos lugar a seres ligados às máquinas, experienciando a vida dos outros sem nunca terem vivido a deles.

 

Quanto mais nos relacionámos virtualmente, quanto mais tempo passamos nas redes ditas sociais, menos seres sociais (humanos) somos.

 

Como conquistar uma mulher

A propósito do post como conquistar um homem em 10 passos, o Vasco, um leitor, pediu para criar um post sobre como conquistar uma mulher em 10 passos e eu não poderia deixar passar esse pedido em branco.

 

Há 4 formas básicas de chamar atenção de uma mulher.

- Ser estupidamente bonito e jeitoso

- Ser estupidamente rico

- Ser estupidamente charmoso

Se cumprirem algum dos requisitos acima têm a vossa vidinha facilitada, se cumprirem dois elas perseguem-vos, se cumprirem os três são um caso sério de dores de cabeça, se não cumprirem nenhum têm de trabalhar mais um bocadinho ou muito, a não ser que sejam um astronauta e aí não precisam de mais nada porque o sonho de todas as mulheres é que alguém as leve à lua e lhes mostre as estrelas.

 

A mulher que vocês desejam conquistar, ou pelo menos que deveriam desejar, sabe o que quer, é inteligente, educada e elegante por isso não olhará para vocês a menos que cumpram alguns requisitos básicos:

Inteligência, Educação e Sentido de Humor.

Se são homens normais que cumprem estes requisitos mínimos têm boas hipóteses de encontrarem um par à altura.

Mas pode não ser suficiente e por isso leiam até ao fim.

 

A melhor forma de cativar uma mulher é dar-lhe algo que ela gosta.

O que é que as mulheres gostam?

De se sentirem especiais, de terem acesso a algo diferente e exclusivo, deem-lhe material para se gabarem e são vossas.

As mulheres são habituadas deste pequenas a competir, em crianças competem pela atenção, pelo protagonismo, pelo mimo, é frequente a filha competir com a mãe pela atenção do pai, na adolescência competem pelo ídolo da escola, pelas notas, pela popularidade, na idade adulta pela beleza, pela magreza, pelas roupas, pelo emprego, quando têm filhos competem através dos filhos, mas para terem filhos é preciso existir um pai e sim estão a chegar lá, as mulheres competem pelo melhor namorado, pelo melhor marido e pelo melhor pai.

Mas ser o melhor namorado, o melhor marido e o melhor pai é muito complicado especialmente quando o homem ainda está na fase de chamar a atenção da futura namorada.

Aqui entra a necessidade da mulher se gabar de vocês, da aprovação das amigas e da comichão que irão fazer às inimigas. Por isso se querem chamar-lhes à atenção façam com que possam gabar-se e há coisas que quase todas as mulheres gostam, na dúvida treinem todas.

 

Atenção

Antes de avançarmos com as dicas propriamente ditas é preciso pelo menos que se desmarquem do resto dos homens, por isso seja em que ambiente for, se virem uma mulher que vos chame a atenção, tentem chamar a atenção dela de forma simples e natural e não com joguinhos com os amigos.

Como?

Em primeiro lugar vejam se há algum elemento masculino idiota, se houver desmarquem-se dele, depois observem e consoante a ocasião proporcionem uma conversa informal, não falem do tempo, sejam criativos. E nunca, nunca lhe perguntem algo como posso conhecer-te?

E tiverem pessoas conhecidas em comum usem isso a favor, não há mal nenhum em abordar uma mulher, as mulheres gostam de homens confiantes, o que é importante é que não o façam de forma idiota.

E por isso convém que aprendam umas coisas antes e é aqui que entram as dicas:

 

2 temas proibidos na primeira conversa

- Mãe

- Ex-namoradas

 

9 formas de serem mais atraentes

 

1 - Treinarem até conseguirem um corpaço é uma excelente ideia, mas não precisam de exagerar e passarem a viver no ginásio, mas um corpo tonificado não vos faz mal nenhum, por isso sejam fits q.b.

2 - Escolham um corte de cabelo que vos favoreça, uma vez na vida visitem um profissional que vos faça não um corte, mas o corte, depois é só manterem.

3 - Vistam-se bem, as mulheres gostam de homens bem vestidos e que saibam vestir-se para as ocasiões, andar sempre de fato não é uma opção porque ninguém vai de fato beber um café a um Domingo à tarde.

4 - Cuidem das mãos, unhas bem cortadas, sabugos sem peles e pele hidratada.

5 - Livrem-se da caspa por favor.

6 - Procurem o vosso ponto forte e usem e abusem dele.

Têm o rabo jeitoso? Vistam calças que o mostrem.

Têm uns olhos bonitos? Vistam cores que os façam sobressair.

Têm um sorriso bonito? Sorriam muito.

7 – Usem perfume, escolham um perfume bom e usem-no fielmente. As mulheres adoram homens que cheiram bem.

8 – Deem poder aos acessórios, escolham bons acessórios, relógios, cintos, óculos de sol, cachecóis, carteiras, gravatas e sapatos lembrem-se que são os detalhes que contam.

9 – Treinem a expressão puppy eyes

Há quem nasça com ela naturalmente, mas como nem todos são abençoados treinem, deixo-vos aqui alguns exemplos:

 

c65107ed1f2ba30c2dd7d9e3ba8227b2 (1).jpg

cd875fd5f12e3a3ef6ce649969f04754.jpg

index.jpg

 

0

 

 

10 coisas que podem aprender para conquistar uma mulher:

 

1 Música

Conhecem alguma mulher que não tenha tido uma paixoneta por um músico na adolescência?

Nunca pensaram nisso? Deveriam ter pensado.

Apreendam a tocar guitarra ou outro instrumento, sugiro a guitarra pois para além de ser dos mais fáceis de aprender é fácil de transportar e podem dar um concerto em qualquer local.

Se para além disso souberem cantar têm meio caminho andado para o sucesso, sugiro que vejam vídeos dos Maroon Fivee aprendam com Adam.

 

2 Desporto

As mulheres gostam de homens que praticam desporto, lamento mas jogos de computador não contam, por isso é só escolherem um que tenham algum jeito, pode ser o aclamado futebol, mas se for um menos comum como o surf melhor, se for mais radical e menos banal melhor ainda, as mulheres têm tendência para aventureiros.

 

3 Fotografia

Não há nada que as mulheres mais gostem do que alguém que lhes capte a essência, tradução, alguém que lhes consiga tirar fotos onde pareçam mais bonitas do que realmente são.

 

4 Palavras

Treinem as palavras, não pensem que irão fazer com que alguém vos caia aos pés com uns versos, mas saber o que dizer na hora certa é essencial, algumas frases simples bem colocadas são suficientes para demonstrar sensibilidade e romantismo sem cair em exageros.

 

5 Gestos

A menos que estejam a tentar conquistar uma feminista convicta sejam cavalheiros, mas com naturalidade, cortesia e educação ficam bem a toda a gente.

Sejam gentis e bondosos, as mulheres derretem-se facilmente.

 

6 Crianças e Animais

Outra coisa que as mulheres geralmente gostam é de crianças, nada como conquistar os mais pequenos para lhes chegar ao coração, treinem alguns jogos, truques e brincadeiras, farão um enorme sucesso e no fim ainda se divertem.

As que não gostam irão agradecer-vos por terem domado as feras.

Ter jeito para os animais também é um ponto forte, tentem pelo menos não sentir medo dos cães porque não é nada sexy.

 

7 Outras mulheres

A forma como tratam as outras mulheres é importantíssimo, porque reflete como irão tratar a futura namorada.

Aprendam a ser amigos das mulheres, a entende-las, os homens que se dão bem com mulheres têm mais facilidade em conquistar uma mulher porque sabem como agir e sabem o que elas esperam deles. Além disso, homens que cultivam amizades com ambos os sexos têm mais tema de conversa, não se sentem a nadar na maionese em temas femininos e não ficam facilmente constrangidos.

Além disso irão aprender a ouvir o que vos dará imenso jeito no futuro, já que as mulheres adoram falar.

 

8 Cultura

Há poucas coisas mais cativantes do que um homem que consiga falar sobre tudo, que esteja informado e que tenha opiniões formadas e fundamentadas, não é preciso ser-se a pessoa mais inteligente do mundo, mas pessoas cultas transmitem confiança, não confundir isto com ter a mania de saber tudo.

Ler, ir ao teatro, ao cinema, a concretos, exposições, viajar são formas de cultivar a cultura que as mulheres apreciam e valorizam.

 

9 Saber fazer coisas de homem

Leram bem, um homem deve ter conhecimentos básicos de mecânica, eletricidade, pichelaria, saber montar um móvel do Ikea, saber pregar um prego e acima de tudo ser desenrascado e não entrar em pânico.

Ter sangue frio e segurança é extremamente atraente.

 

10 Dançar

Culpa do baile da Cinderela ou da MTV as mulheres gostam de dança e ainda mais que as saibam conduzir numa dança, um homem que saiba dançar não é somente sexy como demonstra confiança.

Podem ver os filmes do Magic Mike, mas a menos que tenham um corpinho daqueles ou uma habilidade incrível para dançar, fiquem-se por coisas mais básicas, como ter sentido de ritmo, já é uma ajuda, umas aulas de danças de salão também não fazem mal a ninguém.

Se querem deixar qualquer uma KO só têm de aprender o move do Dirty Dancing, podem aprender aqui com o Ryan:

Aliás se aprenderem isto não precisam de aprender mais nada, só convém juntar os abdominais e os puppy eyes.

 

 

Aconselho a verem o filme do qual retirei este excerto, podem aprender muito com o personagem do Ryan - "Crazy, Stupid, Love" ou podem mesmo só aprender o passo do Dirty Dancing.

Como conquistar um homem em 10 passos #1

Para as mulheres que estão à procura do príncipe encantado vulgo homem decente para aquecer os pés em noites frias, dar passeios ao luar em noites quentes, partilhar preocupações e contas e quem sabe constituir família, aqui ficam algumas dicas que deveriam ser básicas, mas que pelo que vou ouvindo aqui e ali estão a ser ignoradas e existem graves problemas de a Humanidade entrar vias em extinção.

Esqueçam o ditado que o homem se conquista pela barriga, isso é depois, depois de o conseguiram entreter tempo suficiente para o convidarem para jantar na vossa casa ou lhe preparar o jantar na dele, antes disso há um longo caminho a percorrer.

Esqueçam também as tretas feministas que vos tentam impingir a toda a hora de serem vocês próprias e quem quiser que goste, isso é tudo muito bonito em teoria, na prática não funciona, há características e detalhes que não precisam de ser revelados no primeiro encontro.

Quando veem um homem pela primeira vez não lhe vão falar da celulite encrustada no rabo e das estrias das coxas, da mesma forma que não precisam de rir com sons estranhos, dizer palavrões a cada 2 minutos, serem ríspidas com as pessoas ou apanharem uma bebedeira descomunal.

 

A primeira regra é tão simples e básica que nem chega a ser uma dica:

Não estejam (pareçam) desesperadas.

Se caírem neste erro nem vale pena lerem o resto do texto, vão para casa penalizarem-se com os filmes Crepúsculo ou Diário de Bridget Jones, os livros do Nicholas Sparks e as músicas do Richard Max ou outras balelas românticas.

Há linhas muito ténues que separam a conquista de um homem e levar um homem à loucura (literalmente não se ponham com ideias), é preciso saber dosear, avançar e recuar no momento certo, saber seduzir gentilmente é uma arte, para mal das mulheres e dos homens uma arte em decadência.

 

O vosso filho daqui a 10 anos:

- Como se conheceram papás?

Pai- Apanhamos os dois uma grande moca no São João, dormimos juntos, como até foi bom e estávamos os dois descomprometidos resolvemos testar uma relação e aqui estamos nós.

Mãe – Conhecemo-nos na noite de São João, ouve logo uma faísca entre nós.

(Esqueceu-se de dizer que a faísca foi provocada pelos shots)

 

Ninguém disse que era fácil, a verdade é que é (muito) difícil pensar quando temos borboletas na barriga e um friozinho na espinha mas foquem-se, foco, os homens são como os autocarros, mas quantas vezes na vida apanharam um autocarro vazio, limpinho, cheiroso, sem arranhões e frases escritas? Pois, há autocarros que vale a pena correr para apanhar.

 

Situação #1

Quem é que nunca numa qualquer situação se encontrou com um homem interessante, que lhe encheu as medidas e lhe fez elevar o ritmo cardíaco? Todas.

Há as sortudas que recebem de imediato o mesmo feedback dele, mas há aquelas situações em que eles estão distraídos e temos de ser nós a fazer-nos notar, no bom sentido claro, pois nestas situações não deixem as coisas nas mãos do acaso, controlem a situação.

 

10 passos para conquistar um homem ou seguir em frente:

 

1 - Quando o conhecerem não se derretam à frente dele, nem nas costas, não vá alguém contar-lhes, os homens não gostam de presas fáceis, são caçadores e gostam de conquistar a presa nos seus próprios termos, por isso mesmo que já estejam caidinhas, terão de os deixar conquistar-vos.

 

2 - Não se mostrem demasiado disponíveis e solícitas, não adianta nada fazerem-se de fortes e 10m depois pedirem-lhe amizade no Facebook e fazerem gosto em todas as fotos do pobre coitado que vai ficar enjoado de olhar para o vosso nome só de o ver nas notificações. Deem-lhe tempo e espaço.

 

3 - Usem o Facebook para investigar, confirmem se ele é aquilo que promete, pode saber-se muito de uma pessoa por aquilo que publica ou não. Investiguem os amigos em comum, os passatempos, os locais que frequentam, aproximem-se do grupo dele e tentem saber quem é quem e como funciona a dinâmica do grupo.
(Se eu apanhava o Facebook há uns anos teria o trabalho de detetive muito mais facilitado.)

 

3 – Mimem-se e cuidem-se, estejam sempre bonitas e bem vestidas, nunca se sabe quando podem dar de caras com ele, além disso tratar de nós promove a autoestima, precisamente o que precisam de ter em alta para o próximo passo.

 

4 – Promovam um segundo encontro, se serão responsáveis pelo segundo encontro, preparem-no com antecedência, escolham um ambiente onde se sintam bem, vistam uma indumentária adequada e antecipem alguns cenários, irem acompanhas pode ser uma boa ideia, dependo do contexto e desde que não levem a amiga boazona que pesca tudo o que nada.
Não se esqueçam do ar de surpreendidas ao vê-lo, mas natural não exagerem na surpresa ou o efeito será o oposto do pretendido. Sejam simpáticas, mas misteriosas, novamente não sejam muito dadas e disponíveis e acima de tudo não o convidem para nada.
O isco está lançado.

 

5 – Se por esta altura ele ainda não tomou a iniciativa de vos convidar para sair, não desesperem, pode ser por não ter interesse nenhum em vocês, mas também pode ser por um sem fim de motivos. Aqui começa o cerco, melhor do que atacar de frente a presa e assusta-la é leva-la lentamente para onde a queremos (aos nossos pés claro).

Lembram-se dos amigos em comum, preocupem-se com eles, atenção amigos no plural vale para amigos e amigas, não se dediquem só ao melhor amigo dele, na volta o homem pensa que estão atrás dele e estragam tudo, não é preciso dizer para não se envolverem romanticamente com nenhum amigo do visado pois não?

Estejam com os amigos dele quando ele não está, isto dá trabalho, mais uma vez recorram ao Facebook, quantos mais amigos conseguirem a simpatia melhor, cautela, não queremos que nenhum amigo dele se apaixone por vocês, na dúvida prestem mais atenção às mulheres, se ele tiver uma irmã simpática e a relação deles for boa já sabem quem será a vossa melhor amiga.

Tentem perceber indiretamente se ele está interessado em alguém, se tem algum caso, se está a recuperar de um desgosto, quanto mais informação tiverem melhor.

 

6 – Escolher o momento ideal para aparecer-lhe novamente, se trabalharam bem o ponto anterior, ele já deve estar a pensar em vocês, se não for mais por curiosidade, já que os amigos dele já devem ter falado em vocês várias vezes.

Este encontro tem de ser muito bem planeado, escolham um local em que se sintam bem e em que o ambiente permita estar à conversa, sejam simpáticas com ele, atentas, mas distantes, aqui é preciso algum tato pois não podem deixar transparecer que estão interessadas nem desinteressadas. Por esta altura vocês já têm cumplicidade com o grupo usem isso a vosso favor, mas não o façam sentir de parte.

Se ele vos fizer a corte façam-se de dessentidas a menos que seja demasiado óbvio e aí continuem com o jogo do talvez sim, talvez não, se vos convidar para sair recusem, levem uma lista de coisas a fazer nos próximos dias para que tenham a resposta na ponta da língua. Se ele insistir e marca um encontro para uma semana depois peçam para vos ligar nessa altura para combinarem.

Saiam antes de toda a gente sem darem grandes explicações.

 

7 – A esta altura mesmo que ele não vos tenha feito a corte no passo 6, ele já está intrigado, independentemente se ele tomou a iniciativa ou não de vos convidar, deem-lhe espaço.

Se ele vos ligar a tentar marcar um encontro desta vez aceitem e preparem-se pois serão cotejadas, o meu conselho é que não avancem com tudo no primeiro encontro.

Se ele não vos contactar, continuem a estratégia do ponto 5, sejam a miúda mais fixe do grupo dele e passem ao ponto seguinte.

8 – Repitam o ponto 6, mas dando-lhe a entender que podem estar interessadas, não se atirem aos pés dele, deem-lhe a atenção, promovam o contacto físico, tentem perceber se há eletricidade estática no ar, se ele não mostrar iniciativa esqueçam, é porque não está interessado em vocês, pelo menos no momento.

 

9 – Não o persigam, não lhe enviem mensagens, nem estejam constantemente a fazer gostos em tudo o que publica no Facebook e nunca lhe digam que estão interessadas. Podem continuar a manter contacto com o grupo se desejarem desde que não o façam só por causa dele.

 

10 – Se alguém vos perguntar se gostam dele, digam que ele é interessante e que vos chamou a atenção, mas não revelem mais do que isso. Se ninguém tocar no assunto esqueçam.

 

Se seria mais fácil mostrarem-se logo interessadas? Seria mas se ele não se mostrou interessado no primeiro encontro é homem que requer trabalho e sem trabalho não há nada.

Não se arrependam de ter este trabalho todo pelo caminho fazem amigos, conhecem pessoas interessantes e treinam a arte de seduzir que um dia dará muito jeito para apanharem o autocarro certo para a felicidade.

 

Se o dito não tiver Facebook, Instagram e Linkedin têm que recorrer ao velho método, tentem saber o máximo possível sobre ele no primeiro encontro e troquem de número de telemóvel com alguém do grupo, de preferência uma mulher.

 

(Post editado, dada a complexidade do tema e uma vez que se estes passos se referem a um caso em particular.)