Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

O meu tempo desaparece

Tinha tantos planos para este blog, o início de 2017 parecia a altura ideal para fazer alterações a este cantinho,  queria mudar-lhe a decoração,  dar-lhe novas divisões,  arrumar assuntos,  dar continuidade aos textos em aberto,  criar novas rubricas,  desenvolver parcerias,  convidar vizinhos e amigos para trocar palavras. 

 

Infelizmente não será possível fazê-lo de imediato,  pelo rumo que o ano leva, talvez pelo Carnaval ou pela Páscoa,  na pior das hipóteses pelo Verão, enfim será quando conseguir esticar o tempo e conseguir agilidade para o fazer. 

 

Escrevi no final do ano que iria ter menos disponibilidade para o blog, escrevi para me mentalizar aos poucos e devagarinho que não poderia escrever com a frequência que desejo, custa-me não publicar todos dos dias, custa-me não visitar os espaços vizinhos, custa-me, mas a vida é feita de prioridades e o blog neste momento não é uma das minhas.

Perdi a conta aos posts que gostaria de ter escrito esta semana,  foram muitos,  mas não tive tempo para escrever, valeram-me os posts agendados, mas como não consigo ter muitos posts na caixa de rascunhos, porque eles gritam para serem ser publicados, acabei por ficar sem conteúdos.

 

Escrevo-vos este post de madrugada,  quando o cansaço não me deixa dormir, o meu cérebro demasiado agitado e cansado não me deixa relaxar o suficiente para adormecer. Há semanas assim que mesmo sendo mais curtas cansam por duas. 

2017 começou a todo vapor, com boas notícias, espero que seja um auspício que este será um grande ano, preciso tanto de um ano bom.

 

Disse que não faria resoluções para 2017, mas há uma que tenho mesmo que fazer, tenho de me focar e organizar, quando estamos envolvidos em vários projetos acabamos por nos perder no meio das tarefas e de repetente é todo um emaranhado de situações para resolver.

 

Foco, organização, disciplina, eficiência, eficácia são as palavras que tenho de ter sempre presentes, só assim conseguirei ter tempo para fazer tudo aquilo que tenho em mente.

 

Já vos disse que tenho tanta coisa para fazer e tão pouco tempo?

O tempo parece que desaparece, há sempre tanto a fazer e a viver.

 

Independentemente de tudo, acima de tudo aproveitem o tempo ao máximo, rentabilizem-no, tirem o melhor proveito dele que conseguirem, enganem-no se for preciso, em vez de 100% vivámos a 1000% é a melhor forma de aproveitar todos os instantes e passar a perna aos segundos que teimam em correr.

Uma única resolução para 2017

Prestes a virar mais um ano, estamos novamente em altura de balanços, contagem de stocks e demonstrações de resultados. É hora de pesar as coisas boas, os ativos e as coisas más, o passivo, contabilizar o que transita para o próximo ano e o que ficou saldado, é tempo de percebermos se conseguimos realizar os planos que tínhamos para 2016 e percebermos se houve ou não resultados para as nossas resoluções e desejos.

 

O calendário é uma fórmula para organizarmos o nosso tempo e a nossa vida, sem noção do tempo, sem as horas, os dias, os meses e os anos o mundo seria uma gigantesca confusão, por isso o terminar de um ciclo e início de outro serve para nos proporcionar a reflexão e a ponderação da nossa vida, é uma oportunidade de corrigirmos o rumo e definirmos objetivos, afinal o sentido da vida é-lhe dado por nós ao estabelecermos as nossas prioridades e metas.

 

Em 2015 fiz uma lista de 12 desejos para 2016 com o intuito de mudar e melhorar alguns aspetos da minha vida, alguns cumpri, outros tentei e não consegui, outros simplesmente não aconteceram, o importante é o balanço ser positivo.

Contas saldadas, seguem para 2017 os ativos que me interessam, são o resultado líquido do meu escrutínio, de uma análise e ponderação entre o que deve e o que não deve fazer parte da minha vida.

 

Para 2017 a minha resolução é simples, é descomplicar, somar a alegria das pequenas coisas, apreciar o que realmente importa, desvalorizar o que não tem importância, rir, chorar, amar, viver intensamente, agradecer os ganhos e ultrapassar as perdas, sorrir e seguir sempre no caminho certo, com sustentabilidade, consciente da minha missão na vida, respeitando a minha visão.

 

A minha resolução para 2017 é lucrar muito, é ser imensamente Feliz.