Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

A lei protege os violadores e não as vítimas.

Um homem, ou um jovem como preferem chamar-lhe, foi condenado a dois anos de pena suspensa pelo crime de violação de uma menor de 15 anos.

“O arguido foi condenado a uma pena de dois anos de prisão, suspensa na sua execução por igual período, por um crime de violação agravada, tendo beneficiado do regime especial para jovens delinquentes. A favor do arguido pesou o facto de não ter antecedentes criminais e de estar inserido profissionalmente e socialmente.”

A violação foi dada como provada, não existem dúvidas que cometeu o crime, mas mesmo assim manter-se-á livre porque tem trabalho e está inserido na sociedade, pergunto-te em que sociedade é que pode estar inserido um violador? Haverá alguma sociedade em que este comportamento possa ser aceite?

A moldura penal dos crimes sexuais tem de mudar em Portugal, não é justo para a vítima, nem para a sua família que a justiça permita que este violador se mantenha livre, dois anos parecem manifestamente insuficientes como pena, serem de pena suspensa só pode ser uma piada ou uma anedota.

É urgente que na avaliação destes crimes sejam considerados os danos psicológicos infligidos às vítimas que se perpetuarão por toda a sua vida, o sofrimento físico não pode ser comparado com o terror psicológico que uma vítima de violação sofre e sofrerá.

 

Não consigo imaginar o medo, o temor de ser novamente violada, não consigo imaginar o difícil processo que uma vítima tem de percorrer até voltar a confiar num homem e a conseguir ter um relacionamento saudável, será que ninguém se preocupa com isso, será que é preciso passar por isso ou ter alguém próximo que tenha passado para sentir empatia pela vítima e repudia pelo agressor?

Não consigo imaginar a indignação e a revolta de ser humilhada, agredida e violada e ter de ver o violador livre.

1800€ de indeminização, 1800€ é quanto vale uma violação, um preço demasiado baixo para um custo tão alto.

Sou completamente contra a violência e acredito que todos devemos ter uma segunda oportunidade, segunda oportunidade essa depois de pagarmos pelos nossos erros, dois anos de pena suspensa não me parece punição suficiente, pena suspensa não pode ser punição suficiente, não quero acreditar que é, estas injustiças fazem-nos querer fazer justiça pelas próprias mãos.

 

Que mensagem estamos a passar quando deixámos livres violadores? Que responsabilidade atribuímos a este hediondo crime quando os violadores não cumprem prisão efetiva? O que dizemos às vítimas quando não aplicamos penas exemplares aos seus agressores?

A ele damos-lhe uma segunda oportunidade, depois de um puxão de orelhas, um curso e alguns limites voltará a sua vidinha feliz e contente, a ela entregamos-lhe 1800€ para seguir em frente, seguir em frente numa vida que nunca mais será igual, 1800€ para sarar uma ferida que talvez nunca se cure, é esta a justiça que temos.

 A lei protege os violadores e não as vítimas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.