Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Agradecimento e nota para os emigrantes

O apoio dos emigrantes portugueses à seleção foi maravilhoso, milhares de adeptos com presença constante em todos os pontos por onde a seleção passava.

Milhares de apoiantes nas bancadas, embora tenha sido necessário o patrocínio de claques de clubes portugueses para que se pudessem ouvir nas bancadas os gritos e o clamor pela equipa portuguesa, é certo que dado o mote os adeptos seguiram-no e fizeram-se ouvir bem alto.

Jogar em França foi quase como jogar em casa tal foi apoio que a seleção recebeu, foi um apoio espontâneo, se planeado poderia ter sido bem maior, mas não houve coordenação entre a comunidade e as autoridades portuguesas, Hermano Sanches, vereador da Câmara de Paris é quem o afirma.

Fomos sem dúvida a seleção que fora de casa teve mais adeptos, uma grande claque que fez vibrar as bancadas, o orgulho e apoio dos emigrantes deixou orgulhosos todos portugueses.

A verdade é que os emigrantes portugueses aproveitaram a oportunidade para mostrarem aos franceses que são muitos, estão unidos e que apesar da sua natureza pacata e recatada são importantes em França, até outros emigrantes se juntaram à festa, as bandeiras da Argélia e da Tunísia andavam de par em par com a bandeira portuguesa nos festejos, numa clara afirmação da comunidade emigrante.

É sem dúvida emocionante ver os portugueses a afirmarem a sua cultura, a glorificarem as suas raízes, a não terem vergonha de se assumirem como portugueses e sentirem orgulho nisso.

Obrigada por todo o apoio que deram à nossa seleção, sem vocês não seria a mesma coisa, a festa não seria tão grande, a vitória não teria a mesma magia e não seria tão poética.

Mas agora peço-vos mantenham esse orgulho e esse espírito, especialmente quando regressarem a Portugal para passar férias, tragam esse orgulho português na bagagem.

Não se ridicularizam a falar francês aportuguesado, como se ninguém vos percebesse, não sejam mal-educados com a própria família e amigos, falem português em Portugal.

Não cometam a parvoíce de estarem a falar francês uns com os outros para depois berraram aos quatros ventos um calão carregado de palavrões quando o Jean ou Pierre estiverem a fazer asneiras. É ridículo. Ensinem a língua portuguesa aos vossos filhos e não só a parte da língua que não interessa a ninguém.

Se têm tanto orgulho em ser portugueses demonstrem-no quando estão em Portugal e parem de ser hipócritas.

Quem tem orgulho de ser português tem orgulho sempre e não só quando dá jeito.

8 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.07.2016 14:17

    Felizmente a nova geração de emigrantes já não é tanto assim, são mais honestos em relação à vida que levam lá e gastam menos em Portugal, o que até é mau para nós, era bem melhor quando os emigrantes colocavam cá as poupanças e gastavam muito nas férias.
    Mas conheço muito arrogantes que se julgam superiores só porque vivem noutro país, a culpa é da família que cheia de saudades lhe dá mais valor do que a quem tem ao lado a apear-lhe o peão.
  • Imagem de perfil

    A Bruxinha... 12.07.2016 14:54

    Aqui onde moro, uns colegas do meu marido estão em França e são pessoas 5*.
    E até um disse, que França já foi França, que agora é só impostos e mais impostos...
    Mas infelizmente já assisti e assisto, quando vamos às compras a arrogância de muitos, que tratam os funcionários das lojas como "incompetentes", pensam eles que os funcionários não tem mais nada que fazer.
    E nem um "obrigada" ou "merci" dizem ao funcionário, que tenta perceber a língua estúpida com que muitos vem.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.07.2016 15:11

    Já apanhei um emigrante a reclamar com uma funcionária de um supermercado, foi tão arrogante, prepotente que nem sei como não lhe respondi, quer dizer provavelmente não lhe disse nada porque tinha uns bíceps bastante desenvolvidos e cara de arruaceiro e nunca se sabe. Mas ficou-me entalado.
    Se Portugal é assim tão mau, é que ele depois estendeu os insultos a todos os portugueses e país que vá passar férias para outro lado.
    É realmente uma coisa que me irrita.
  • Imagem de perfil

    A Bruxinha... 12.07.2016 15:35

    A minha cunhada (a lúcida) trabalha num supermercado, uma vez estávamos lá a fazer compras e fomos para caixa prioritária, que era a que tinha menos gente. Entretanto, aparece lá um emigrante a reclamar que tinha prioridade porque estava com uma criança de 2/3 anos, um carrinho de passeio e ainda perguntou à minha cunhada se não sabia ler a "sinaleta" (foi assim que ele disse). Nós só nos rimos feitas perdidas, pois ele não tinha prioridade e a minha cunhada sempre era a funcionária destacada para aquela caixa, em horário laboral.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.07.2016 15:59

    Sinaleta , muito bom :)
    Eles estão sempre cheios de razão, por acaso tenho má impressão da maioria dos emigrantes.
  • Imagem de perfil

    A Bruxinha... 12.07.2016 16:06

    Eu também sou dessa opinião...
    Não sei se é por € lhes subir à cabeça ou se são apenas pessoas mal formadas.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 12.07.2016 16:44

    Eu acho que são ambas as coisas, porque só uma pessoa mal formada fica arrogante com dinheiro, até pode ficar armadilha mas arrogante não.
    Eu não suporto quando começam com na França é que é bom, lá é tudo muito melhor e depois vai-se a ver e vivem em condições miseráveis , não saem de casa o ano inteiro, alugam um carro só par vir de férias e gastam as poupanças em 2 semanas só para dizerem que têm muito. Enfim!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.