Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Blogues obrigados a assinalar a publicidade.

 

 

 

Há muito que fazia falta legislação neste sentido, já que a publicidade deve estar assinalada quando de facto o é. Acho que o melhor caminho para marcas e para os bloggers passa pela transparência e não pela ilusão dos seus seguidores.

A meu ver para além da inexistência de legislação, que finalmente foi criada, há ainda falta de estratégia quer por parte dos bloggers quer por parte das marcas. Sabemos que em Portugal isto dos blogs serem vistos como um negócio e como um meio de comunicação é ainda muito recente, nota-se claramente que a maioria das pessoas do ramo andam completamente às aranhas em relação a isso.

Se por um lado os bloggers aceitam quase tudo o que é parceria, muitas vezes a troco de umas amostras e ainda tentam divulgar como se não fossem oferecidas, por seu lado as marcas têm pouco cuidado com a seleção dos blogs e ainda menos cuidado com a forma como os bloggers as divulgam.

Não é grande ideia ter os mesmos conteúdos em mais de 20 blogs nem para quem quer ser divulgado nem para quem divulga. O blogger peca por falta de originalidade, a marca pelo cansaço já que no que toca a blogs ter o mesmo conteúdo em vários em vez de criar um reforço positivo tem um efeito oposto, a menos que seja muito bem, mas mesmo muito bem orquestrado acaba por ser um tiro no pé.

Vejam-se dois casos o Jumbo conseguiu ter uma campanha que incluía várias bloggers e que funcionou lindamente. Porquê? Tudo foi feito às claras, comunicação foi controlada pela insígnia e feita com os seus próprios vídeos fotos, houve espaço para as bloggers darem o seu toque pessoal mas tudo funcionou dentro de uma estratégia global.

Já ao Pingo Doce a coisa não correu tão bem. Como não houve uma estratégia de comunicação global, os bloggers tiveram liberdade na apresentação e divulgação dos conteúdos, o resultado: uma confusão pegada comos leitores a acusarem os bloggers de lhes estarem a mentir.

Se a ideia do Pingo Doce era que fosse feita publicidade sem parecer arriscaram demasiado e correu-lhes mal se era que fosse um evento divulgado por vários bloggers ao mesmo tempo correu mal porque não controlaram o que foi divulgado.

Isto não me surpreende já que as estratégias de marketing em Portugal são quase nulas, há pouco planeamento e vai-se muito na onda se o outro faz eu também faço. O problema é fazer bem, já que a máxima bem ou mal falem de mim nem sempre funciona.

Divulgar tudo o que é oferta e aceitar tudo o que é parceria também não é boa política, primeiro porque grandes marcas gostam de exclusividade, segundo porque os leitores têm pouca paciência para isso e terceiro porque é melhor qualidade que quantidade.

 

Muita gente começa um blog com o intuito de ganhar dinheiro, ou seja, começa a casa pelo telhado, lembrem-se primeiro têm de ter conteúdo, depois leitores e só depois é que têm espaço para a publicidade. E lembrem-se também que se querem realmente fazer do blog a vossa profissão não podem aceitar todas as propostas de parceria, sejam criteriosos, selecionam as marcas, não se atirem a tudo o que é negócio porque ganhar agora um perfume pode-vos impedir de ganhar a representação de uma marca no futuro.

Além disso ninguém gosta de vendidos, há que haver rigor, critério e estratégia, porque se um blog é um negócio tem de ser gerido como tal.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.