Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Depois do São João a segunda-feira é difícil

Depois de um grande fim-de-semana que foi de dois dias, mas parece que foi de três, a segunda-feira é difícil.

 

Na sexta saímos do trabalho e só deu tempo de trocar as sandálias pelas sapatilhas e rumar ao São João no Porto.

Escolhemos ir de comboio, a CP disponibilizou bilhetes pelo preço especial de 2€ ida e volta, infelizmente não fomos a tempo de apanhar a promoção, mas num dia em que o Porto é 100% confusão o melhor é mesmo optar pelos transportes públicos.

 

Não tínhamos marcado jantar, uma loucura, mas nós gostamos de arriscar tudo e apesar do São João pedir sardinhas nós optamos pela francesinha e um dos restaurantes mais complicados de jantar no Porto, estava com filas de espera bem mais pequenas que o normal, jantamos no Lado B – A melhor francesinha do mundo, não sei se será a melhor, mas é muito boa, apesar de na sexta estar um bocado mais picante do que o habitual.

 

Terminado o jantar era hora de escolher o melhor spot para ver o fogo-de-artifício, não foi fácil, eu quero sempre ir para o melhor local possível e fomos das Fontainhas para a Sé e da Sé começamos a descer as escadinhas à procura de uma varanda com boa vista, fomos descendo até chegarmos à Ribeira e a 30m da meia-noite conseguimos subir para a muralha e ter uma das melhores vistas para a ponde D. Luís e para o rio Douro.

Foi uma pena o atraso do fogo, numa total falta de respeito pelas autoridades e pelos milhares de pessoas que aguardam a sessão de fogo, alguns barcos cruzaram os limites de segurança. Mas valeu a pena a espera, mais uma vez o fogo não desiludiu, há vários anos que não tinha coragem de ir para a confusão da Baixa no São João, já tinha saudades do espírito que se vive nas da cidade, do som dos martelos, dos arraiais, do convívio e boa disposição contagiantes.

Do que eu não tinha saudades era das situações degradantes, pessoas em estado alcoolizado é normal, é frequente, mas estava longe de imaginar assistir a um cenário tão insólito, homens a urinar em todo lado, nem sequer era nos cantos era em todo lado e mulheres, mulheres que baixavam as calças e subiam as saias e ficavam ali com as partes íntimas expostas para se aliviarem no meio de dezenas de estranhos, todos eles na posse de telemóveis com câmara fotográfica.

Nem na Queima das Fitas vi isto a acontecer.

Existiam alguns WC’s portáteis espalhados pela cidade, mas claramente insuficientes para a multidão que invadiu as ruas, pois às 20h da noite já era impossível passar ao seu lado, tal era o cheiro que emanavam. Uma pena um Festa tão bonita ser estragada pela falta de condições de higiene.

 

Questões sanitárias à parte o São João continua a ser a noite mais longa do ano, onde a folia toma conta de nós e não há cansaço que nos assista, andam-se km, pula-se, canta-se, trocam-se palavras, sorrisos e gargalhadas com desconhecidos como se fossem amigos de infância.

É uma noite sem ímpar e a noite este ano esteve perfeita, amena, sem calor e sem frio, com céu estrelado como se quer, faltaram os balões, viram-se alguns à rebeldia, mas faltou a magia das centenas de balões a iluminar o céu, mas no meio de tanta festa, foi detalhe sem relevância.

 

No dia 24 decidimos ir conhecer o São João de Sobrado, conhecido pela guerra entre Bugios e Mouriscos, é uma festa diferente onde os coloridos trajes tracionais marcam a diferença, é uma festa um pouco arriscada, pois é fácil sermos sujos pelas personagens mascaradas e até deitados ao chão, há que manter uma distância razoável para assistir aos desfiles e às lutas.

Estivemos pouco tempo e não assistimos aos principiais cortejos e encenações, mas para o ano conto voltar para ver com mais detalhe o desenrolar da história que recria a guerra entre Mouros e Cristãos, podem saber mais sobre esta tradição aqui.

 

 

 

 

Bugios em descanso #sãojoão #sobrado #party #portugal 🇵🇹 #portugalcomefeitos #instaphoto #instagood #instagram #bestoftheday #tradicion

Uma publicação compartilhada por Língua Afiada (@linguafiadablog) em

No Domingo o dia foi passado em família e durou mais do que o desejado, estivemos o dia todo fora de casa e quando me deitei estava exausta, escusado será dizer que acordei igualmente exausta, agora tenho de recuperar as horas de sono e o cansaço durante a semana, porque o próximo fim-de-semana promete ter o mesmo nível de festa.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.