Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Exijo um subsídio de alojamento

Queria muito comprar uma casa de férias, mas que fique a mais de 150km da minha, uma casa para onde possa ir espairecer aos fins-de-semana.

Acham que se eu me mudar temporariamente para o Algarve, comprar lá uma casa e depois regressar ao Porto e pedir um subsídio de alojamento alguém me concede?

Eu até posso comprar a casa do Algarve como residência permanente para ter melhores condições de crédito e nem me importo de ficar lá a viver por uns meses, a temporada de Junho a Outubro parece boa para passar lá.

Já agora acham que ainda irei a tempo de ser política? É que precisava mesmo de um emprego com regalias extra, onde fizesse pouco e ganhasse muito, onde angariasse muitos contactos que depois me permitissem ter a minha própria empresa.

Se pelo meio conseguisse fazer alguma coisa por este país melhor, mas se não fizesse também não creio que tivesse problemas, apenas de consciência, porque não vejo os outros a fazerem muito por este jardim à beira mar plantado.

Só tenho um problema, não gosto de nenhum partido em particular e não simpatizo com nenhum político no geral, seria isto um problema?

Se eu criasse um partido? É capaz de dar muito trabalho, ou não, pelos vistos basta dar ideias, nem é preciso apresentar soluções e metas, nem avaliar problemas, basta lançar ideias e lançar a discussão.

Se o BE não acha que sair da União Europeia pode ser o melhor caminho para Portugal mesmo sem apresentar alternativa, eu posso achar que o melhor para Portugal é mudarmos o sistema político, mesmo que não tenha ainda pensado numa alternativa viável, acho que o melhor é acabarmos com as sanguessugas que nos exploram todos os dias para pagarem casas de férias e outros luxos enquanto nós nos esforçamos para levar uma vida condigna.

Não sei qual seria a estrutura mas as condições para pertencer aos governantes da nova geração seriam claras, um teste psicotécnico, uma avaliação de carácter e um sistema de pontos, começariam com 12 pontos, cada vez que tomassem uma má decisão perderiam pontos, qualquer lesão à nação ficariam logo sem pontos, quando perdessem os pontos não poderiam voltar a governar.

Isto tudo porque fiquei mal disposta com esta notícia, que WTF de país!

 

O senhor entretanto achou por bem abdicar do subsídio não porque não merecesse mas para preservar a sua imagem!

Eu acho que foi mais para não ser despedido ou obrigado a apresentar demissão, aí a perda era maior.

Quer limpar a imagem, devolva todo o dinheiro que recebeu, seja homenzinho.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.