Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Homicidas são o espelho da sociedade.

Toda a história do desaparecimento do triatleta Luís Grilo era estranha, mas quando o seu corpo foi encontrado a história assumiu contornos surreais e que assumem agora factos que mais parecem ficção.

O crime passional motivado por dinheiro não é novidade, dinheiro e amor são as principais causas de homicídio deste sempre e é previsto que continuem a ser.

Se existiu um tempo em que ficaria surpreendia com esta notícia, hoje não me surpreendo, num Mundo em que os valores foram completamente colocados de parte, onde o dinheiro dita o caminho, não é surpreendente que se cometa um homicídio por razões financeiras embrulhadas de amor.

Não nos esqueçamos que o amor tem muitas facetas, nem sempre saudáveis, nem sempre benignas e felizes, a ideia de ficar com a pessoa amada e bem de vida, com todos os problemas financeiros resolvidos pode ser apelativa.

Felizmente que quem tem a frieza e o distanciamento necessários e a loucura e a doença de pensarem assim não primam pela inteligência, é por isso que são facilmente apanhados nas próprias mentiras, na sua própria teia.

 

Devemos olhar para estas situações e refletir se é esta sociedade egoísta, sem valores, sem escrúpulos ou remorsos que pretendemos ter, a maior crise que atravessamos é a de valores, e não julguem os puritanos ou fundamentalistas que se trata de um problema de promiscuidade ou de descrença, o problema não reside no que se deixou de acreditar, reside nas motivações e prioridades das pessoas, quando a felicidade é medida em dinheiro, sucesso e reconhecimento, quando se vive para mostrar e não para sentir o vazio apodera-se do ser humano e não há nada pior do que uma pessoa desprovida de sentido e sentimentos.

Quando valores como empatia, generosidade, compaixão, amizade, amor, ternura, companheirismo, altruísmo, entreajuda são substituídos por egoísmo, egocentrismo, narcisismo, ambição, ganância, inveja, competição não se auspiciam coisas boas para a Humanidade.

Estamos a atravessar um período tumultuoso, conturbado, delicado, as pessoas acreditam que a democracia tal como a conhecemos falhou, esquecendo-se que o capitalismo é o responsável pelo problema, não foi o sistema de valores de liberdade e inclusão, mas sim o sistema financeiro que nos encaminhou para esta situação económica débil e instável, é preciso distinguir os dois conceitos.

O descontentamento tem sido bem usufruído e explorado pelos radicais e é com receio que percebo as fações políticas extremas ganharem cada vez mais terreno, a memória coletiva e histórica nunca foram pontos fortes da Humanidade que repete sistematicamente os mesmos erros esperando fazer funcionar um sistema que nunca funcionou.

 

O que me surpreende não é dois amantes assassinarem uma pessoa para ficarem com o dinheiro do seu seguro de vida, o que me surpreende é que as pessoas sejam indiferentes a todo o mal e injustiça que prolifera no mundo, que encolham os ombros perante as diversas tragédias que assolam pessoas que tiveram o azar de nascer no local errado do Mundo, as imagens que nos chegam dos migrantes, da Venezuela, do Iémen são devastadoras, como continuamos todos os dias indiferentes a esta realidade?

Não se surpreendam com a frieza de dois homicidas frios e calculistas, todos nós carregamos o nas costas o peso de sabermos que temos tudo quando outros morrem por não terem nada, todos nós contribuímos para este sistema de valores, para o consumismo, para o despesismo, para a acumulação de riqueza de uns mesmo que isso custe a vida de tantos outros, somos egoístas, escolhemos viver alienados da realidade para conseguirmos dormir à noite, sabendo que pensar no estado do Mundo não nos permitiria viver descansados, escolhemos ser egoístas e pensar apenas no que nos rodeia para conseguirmos ser felizes.

 

O problema é que enquanto vivermos no nosso mundinho nunca seremos capazes de mudar o Mundo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.