Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Inadmissível como trataram os animais vítimas do incêndio

canil.jpg

 

O que se passou em Santo Tirso é desumano, cruel, vil, de uma insensibilidade e falta de empatia atrozes, como é possível não terem permito resgatar os animais de imediato?

A informação ainda é difusa e nestas situações a indignação leva a que se propague informação errada, mas as declarações e as fotos de quem esteve no local na hora não deixam margem para dúvidas, era possível ter-se feito mais, deveria ter-se feito mais no imediato e mesmo que já não se pudessem salvar alguns animais da morte, não persistiria esta dúvida do e se os tivessem deixado entrar.

Quanto às proprietárias não tenho palavras para as qualificar, as condições em que os animais se encontravam eram deploráveis e a sua atitude ainda mais deplorável a impedirem que fosse prestada ajuda e auxílio aos animais sobreviventes, não é de admirar pois temiam as consequências dos populares e voluntários de várias associações de proteção de animais que se encontravam no local.

Segundo as autoridades já teriam sido resgatados os animais em perigo e por indicação do veterinário os outros deveriam permanecer no local, justificaram o impedimento da entrada por se tratar de propriedade privada e a situação não ser de carácter urgente.

O veterinário responsável é tudo menos responsável pois deixar os animais naquelas condições não é de todo uma decisão que tenha em causa o bem-estar dos animais, e não faltam fotos para comprovar o estado lastimável em que foram deixados.

É inadmissível que retirem animais às pessoas por os deixarem sozinhos numa varanda e depois permitam abrigos ilegais com animais em condições lastimáveis, alguns com chip, um voluntário encontrou inclusive o seu próprio cão perdido, sem qualquer supervisão ou intervenção.

As leis de proteção animal de pouco servem se não forem cumpridas e se as autoridades não as fizerem cumprir, podem legislar muito, mas se as pessoas e as próprias autoridades não estiverem em linha com as leis e com o civismo, de nada nos serve a legislação.

Pessoas que perante uma calamidade destas respondem que se fossem pessoas era bem pior, deixam bem patente a falta de empatia e humanidade que sentem, a vida de um animal não se compara à vida de uma pessoa e a vida de uma pessoa não se compara à vida de um animal, mas todos têm direito à vida e à proteção da sua integridade física e psicológica, a forma como tratamos os animais e a natureza em geral diz muito da nossa natureza, que sem revelado bárbara e pré-histórica.

 

Foto da página https://www.facebook.com/pelosanimaisdesantotirso/

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.