Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Lucrar com a morte

Tanta indignação e ninguém se indigna com…

… O cangalheiro.

Haverá coisa pior do que lucrar com a morte de alguém?

Eu sempre me perguntei como é que os cangalheiros, agora chamados de agentes funerários, pensam no seu negócio.

 

O que será que lhes passa pela cabeça quando o negócio está mau?

- Hoje não morreu ninguém, ontem também não, isto está mau para o negócio.

- Antigamente é que era, não precisava de esperar pelos velhos, agora com os avanços da medicina ninguém morre novo, graças a Deus pelos acidentes.

 

E quando pensam em expandir?

- Acho que vou alargar a minha área de atuação para a freguesia vizinha, tem um índice de acidentes mais alto.

- Será que posso fazer um contrato com um hospital para me darem preferência? Poderia dar um incentivo aos funcionários da morgue?

 

E que tipo de anúncios fazem?

- Caixão espaçoso e confortável, acabamentos de primeira, madeira de carvalho de alta qualidade, forrado a cetim e devidamente acolchoado.

- Caixão com renda estampada, guarnições tremidas e castelos. (verdadeira esta)

- Garantimos uma passagem confortável para o outro lado.

 

Teria imensos slogans para vos presentear mas nada supera os verdadeiros.

fotos_2734_funeraria.jpg

funeraria.gif

funeraria.jpg

funeraria2.jpg

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 02.05.2016 10:47

    Pois têm, não é fácil. Mas tenho sempre umas ideias parvas quando penso no negócio.
    E desde que vi uma agência funerária fazer publicidade num guia turístico acredito em tudo :)
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 02.05.2016 10:49

    Eu já vi num anúncio para se visitar uma feira de lápides... parece um pouco mórbido, mas eles têm de as vender!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.