Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Multas em Palma de Maiorca – Palmas para eles.

As autoridades de Palma de Maiorca declararam guerra contra o que apelidam de "turismo excessivo", que consiste em beber, nudez e comportamento anti-social.

Os comportamentos abusivos dos turistas levaram a que o Ayuntamiento de Palma aprovasse um Regulamento para o Uso Cívico dos Espaços Públicos. A partir de Setembro na ilha vai ser proibido exibir o dorso e as nádegas fora da praia, as multas podem ir até aos mil euros e o seu pagamento é exigido no imediato.

O consumo de bebidas fora de estabelecimentos comerciais passa a constituir contraordenação, aos comerciantes é proibida, entre a meia-noite e as oito da manhã, a venda de bebidas alcoólicas que não se destinem a ser consumidas no interior do estabelecimento ou na esplanada, a multa pode chegar aos três mil euros.

 

É caso para dizer palmas para Palma por terem a coragem de implementar estas medidas que com certeza espantarão parte da clientela da ilha, certamente uma clientela não muito desejada e bem acolhida pelos residentes.

Na verdade em Palma de Maiorca algumas zonas são muito mal frequentadas e pouco recomendáveis às almas mais puritanas ou sensíveis, para além de uma quantidade exagerada de pessoas alcoolizadas, cujos comportamentos deixam muito a desejar, a nudez dos turistas é absurda.

Quando se veem turistas nas ruas mais despidas que as strippers que estão à porta dos estabelecimentos de diversão noturna que promovem não é preciso dizer muito mais.

 

Magaluf, uma das zonas mais procuradas e com mais oferta turística, é caótica, uma pena porque é um local que combina uma praia bonita com oferta hoteleira acessível, mas sair à noite em Magaluf é um ato de coragem, é um local onde a degradação humana fica a olho nu e é possível ver os comportamentos mais absurdos e nojentos, desde atividade sexual na praia a vômitos e desmaios, as queimas das fitas portuguesas são programas para bebés comparadas com o cenário dantesco de Magaluf à noite.

 

A Ilha de Palma é lindíssima, vale a pena conhecer as suas belas paisagens, montanhas e vales, há uns anos estivemos cerca de duas semanas na ilha e percorremos grande parte do seu território de carro, ficámos maravilhados, não pelos locais mais conhecidos, mas pelos mais recônditos, uma pena que numa viajem idílica tenha sido possível ver tanta degradação dos turistas.

 

Espero sinceramente que esta nova lei seja aplicada à risca e que o ambiente mude, gostava muito de regressar a Magaluf, mas a uma Magaluf sem excessos, quando é preciso legislar para existir civismo é porque há muito que se caiu no ridículo.

Pode parecer exagerado não poder estar numa esplanada de calções e bikini nas férias, mas se for essa a solução para ter um ambiente descontraído mas com civismo, totalmente de acordo em fazer esse sacrifício.

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.08.2018 18:15

    Ficamos num hotel em Magaluf mesmo no final da praia, o hotel tinha acesso direto à rua e à praia e muitas vezes saímos para caminhar durante a noite, vimos de tudo, confesso que nos últimos dias, os turistas que vimos entrarem na água nus pareciam recatados depois de vermos vários a fazerem sexo na praia aos berros.
    Sinceramente o que vi foi uma decadência tal que a ir novamente a Maiorca terei muito cuidado na escolha do local, porque há demasiados hóspedes indesejados para vizinhos, fiquei no Melía cujo preço é uma triagem, mas o que por lá vi, realmente faz lembrar os excessos dos tempos do Império Romano.
    Nada contra, mas que o façam no recato, sem incomodar quem está de férias e dispensa ser incomodado.
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 09.08.2018 20:04

    Há outras ilhas que serão( digo serão porque não sei como estão depois das minhas férias por lá) mais serenas, como as Canárias.
    Agora, e se posso e tenho oportunidade, procuro as cidades, fora da época de verão.
    Praias, escolho as portuguesas.

  • Imagem de perfil

    Psicogata 10.08.2018 09:22

    O problema das praias portuguesas é a ocupação a Sul e a temperatura da água a Norte, esse é um dos motivos porque escolho muitas vezes escolho sair do país, aliado também há vontade de conhecer, gosto muito de conhecer outras realidades.
    Mas o nosso Portugal tem muito que ver, pena ser um pouco caro.
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 10.08.2018 13:49

    É caro, sim.
    Bom fim-de-semana.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.