Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

O mundo está de luto

 

Acordar com a notícia que Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos da América é uma sensação de atropelamento, não do corpo, mas das ideias.

Já aqui escrevi que os países têm os presidentes que merecem e os Americanos provaram que merecem ter Trump como presidente.

O pior defeito de Hillary é ser mulher, levando a que uma grande fatia do eleitorado votasse em Trump só para não ter uma mulher como presidente.

Trump é o presidente do protesto, dos iletrados, dos fundamentalistas e dos idealistas, uma mistura explosiva que levou a que fosse eleito, onde o do mal, o menos não funcionou.

A eleição de Trump prova que o poder político pode mudar de mãos e que o povo está cansado das mesmas caras, dos mesmos lobbies e dos tentáculos das grandes corporações.

A eleição de Trump prova que os media já não têm o mesmo poder de manipulação de antigamente, que apesar de toda a campanha contra Trump este prevaleceu.

Isto poderia ser esperançoso, e é, só que a eleição de Trump é um agouro muito maior do que qualquer esperança.

Há claramente uma tendência para a extrema-direita ganhar terreno, a eleição de um presidente xenófobo e racista nos Estados Unidos denominado país livre não agoura bons ventos.

Depois de anos e anos de luta contra a descriminação, contra o racismo, contra o xenofobismo, contra o machismo, eis a prova que basta um descontentamento para que o povo se abra a um governo extremista, fechado e retrógrada.

A história mostra-nos que é do descontentamento que nascem os tiranos, esperemos que a história não se repita.

Quanto a Trump há que lhe reconhecer o mérito de ter ganho contra todas as apostas. Na minha opinião quem mais sofrerá serão os mercados, já deram sinal de si, pelo menos nos primeiros meses em que a expetativa e a incerteza dos atos de Trump se refletirão na especulação.

Apesar de toda a controvérsia Trump afirma que quer fazer o melhor pelo seu país, esperemos que esqueça as polémicas que o elegeram e que se foque em fazer um bom trabalho dentro das suas possibilidades.

Let the games begin.

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.11.2016 11:01

    Trump acabou por ser mais inteligente, levou Hillary a jogar o jogo dele, lavar roupa suja, onde claramente ela perdeu.
    Enquanto isso ele aproveitou todos os medos e receios dos americanos para ganhar, enquanto ela se esqueceu de lhes mostrar que não era esse o caminho.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 09.11.2016 11:04

    Por vezes, não devemos contar com o ovo no cu da galinha. Foi claramente o que os democratas pensaram. O que me irrita profundamente são as declarações dos imigrantes que apoiam o Trump. As pessoas deviam ter vergonha na cara e não ser tão egoistas! Se eles tiveram a oportunidade e o direito de procurar trabalho, porque será que uma pessoa da mesma nacionalidade não poderá fazer o mesmo. Lá porque receberam a nacionalidade americana não deixaram ser latinos.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.11.2016 11:06

    Sempre ouvi dizer que os primeiros a serem racistas são os que sofrem de racismo, está aqui mais uma prova!
  • Imagem de perfil

    Heidiland 09.11.2016 11:09

    Estas eleições provam que devemos apostar mais na educação. Um povo ignorante é um perigo! Nas sondagens viu-se que classes votaram no Trump e quais votaram na Hillary.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.