Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

O soutien da Irina

 

Irina Shayk é embaixadora da marca Intimissimi há 6 anos e como se não bastasse toda a lingerie grátis que ganha, ganhou agora um soutien com o seu nome – Irina.

Como o soutien tem o seu nome faz todo sentido ser ela a promove-lo com todos os seus dotes publicitários, um corpo escultural, um rosto bonito emoldurado por um farto cabelo, o realizador só tem de fazer closes ups, planos de baixo para cima, de cima para baixo, enviusados, ora focados ora desfocados, enquanto ela faz aquilo que sabe fazer melhor:

Ficar ali de pé com os lábios semiabertos, ora estica os braços, ora percorre as mãos pelo peito, ora mexe suavemente no cabelo, o clássico movimento da anca (será que a cueca está incluída?) e uma pessoa do soutien pouco vê, só uma vê mesmo a Irina de todo e qualquer ângulo possível.

O slogan da campanha é:

Triplo Efeito

Suporta. Realça. Envolve.

 

Os dois primeiros adjetivos estão bem conseguidos, já que o soutien não só suporta a nossa crença que o nosso peito jamais ficará assim como ainda realça essa ideia.

Já o envolve…. Mas alguém quer ver o seu peito envolvido por um soutien chamado Irina? Teriam mais sucesso se lhe chamassem Brad.

(Retiro daqui claro as mulheres que gostam de outras mulheres.)

 

Não consigo entender quem é que acha engraçado e inteligente dar nomes de mulheres a soutiens? Quem? Será que não pensam nas situações que esses nomes podem causar.

 

Duas amigas na pastelaria.

- Já comprei o novo, aquele da Irina.

- Ah já? E o que achas?

- Que funciona, suporta, realça e envolve.

- Eu costumo usar o da Manuela.

- Já usei esse também, acho que o meu marido preferia quando andava com o da Manuela.

O empregado de mesa a esta hora já estava interessadíssimo na conversa.

- Então porquê?

- Ontem vesti o da Irina, cheguei ao pé dele toda sensual e confiante e disse-lhe: - Amor tenho aqui a Irina? Ele levanta-se muito rápido histérico a perguntar onde? Onde é que ela está?

 - Pensei que estava a brincar comigo por isso disse-lhe. - Está aqui amor, não vês como fica bem nas minhas maminhas.

Disse-me com ar desiludido – Oh querida enganaram-se na loja esse não é o soutien da Irina, não Suporta, não Realça e não Envolve, as tuas mamas são as mesmas de sempre.

 

O marketing da marca deve estra a cargo de um homem que não sabe que o melhor soutien é aquele que não se vê e não se sente, podiam perfeitamente fazer publicidade com base nestas premissas, mas não preferem espetar vídeos, outdoors e mupis por todo lado com lingerie, as revistas nós ainda escondíamos, mas é impossível esconder um outdoor de 10m!

As mulheres têm imaginação fértil conseguem imaginar facilmente a lingerie, os homens não precisam de ver anúncios de lingerie em todo lado, é que para além de arruinar o efeito surpresa dá-lhes uma base de comparação que não interessa a ninguém, nem a eles que ficam desiludidos, nem a nós claro.

Será que ninguém pensa nisto?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.