Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Onde andas sono?

Todas as pessoas têm dias cheios, complexos, atarefados, faz parte da vida, mas depois existem aquelas ocasiões em que esses dias sucedem-se uns aos outros, passando a ser uma semana cheia, complexa, atarefada, esta é uma dessas semanas, acontece mesmo essas semanas sucederem-se umas às outras, mas o fim-de-semana dá sempre para quebrar o ciclo, mesmo que seja igualmente ocupado e difícil, as complicações são de outro tipo.

 

Esta complicação começou mais ou menos ao mesmo tempo que a minha constipação, a cereja no topo do bolo deste relato, porque é sempre quando precisamos de estar mais expeditos que adoecemos, típico pelo menos comigo é assim em 99,9% das vezes.

Não durmo mais de duas horas seguidas desde a noite de sábado, mas o meu organismo deve estar completamente avariado porque não sinto sono e não tenho tomado café, sinto-me um pouco cansada, mas nem sequer posso dizer que estou mais cansada do que é habitual sentir-me a uma quinta-feira de uma semana intensa.

É mesmo estranho porque contrariamente ao normal numa semana assim, nem sequer tenho estado em casa à noite e que tenho-me deitado bem mais tarde que o normal.

Contra todas as expetativas estou desperta e até uma pouco frenética em ideias, sem tempo para as colocar em prática, mas com o cérebro a mil.

 

Não tenho dormido bem, não tenho descansado, tenho comido menos do que o habitual e tenho trabalhado mais do é normal e após 4 dias de trabalho não me sinto a colapsar, o que se passa comigo?

Será que o meu organismo está a abusar da sorte e encontra-se prestes a colapsar, juro que não entendo porque não tenho sono e como não me sinto a morrer de cansaço.

Desconfio que ter-me obrigado a trabalhar doente possa ter ativado algum modo de funcionamento que até agora desconhecia porque parece que o meu organismo esta a usar alguma fonte de energia de reserva.

O stress já me fez ficar assim, mas não estou stressada, realmente estamos sempre a surpreender-nos a nós próprios, nunca conhecemos os nossos limites até os testarmos, não, isto não é texto motivacional, é mesmo um desabafo de alguém que se surpreendeu com uma semana intensa.

26 pacotes de lenços, 1 frasco de água do mar (caríssima), várias doses de paracetamol e outras cenas para constipação, 1 spray fitonasal, 32 chávenas de chá com mel, 40 rebuçados peitorais, 1 tubo de letibalm depois continuo constipada, com o nariz vermelho e a esfolar, mas surpreendentemente não estou cansada.

Enquanto escrevi este texto tive 5 ataques de tosse!

Mas não tenho sono, alguém me pode dar sono? É que gostava mesmo de dormir 8h seguidas esta noite.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.