Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Óscares 2016 #3 - Bridge of Spies, Joy e Fathers and Daughters

E lá aumentei a minha lista de filmes vistos que estão nomeados para as estatuetas douradas com o nome Óscar.

Continuo a apostar em The Revenant, mas falarei dele depois.

 

 

Bridge of Spies

Quando temos no mesmo filme Tom Hanks e Steven Spielberg só podemos esperar coisas boas e não esperamos mal, o filme não desilude, é realmente um candidato a melhor filme do ano.

Belíssima interpretação de Tom Hanks como habitual e excelente realização de Steven Spielberg, existem pequenos detalhes no filme fantásticos, a comparação entre as duas realidades é simplesmente marcante, não adianto detalhes para não estragar o impacto das cenas.

É uma história verídica, este ano são muitos os filmes inspirados em grandes histórias e personagens verdadeiras, e adorei esta história e adorei Sr. James B. Donovan, um advogado que fez realmente a diferença, uma pessoa genuinamente boa, como existem poucas.

Adorei a cena final do filme, comoveu-me.

Podem perfeitamente fazer uma sequela deste filme, existem muitas histórias na história de James B. Donovan que merecem ser contadas.

 

 

Joy

A primeira coisa que pensamos quando vemos no mesmo filme Jennifer Lawrence e Bradley Cooper é em romance, mas alerta spoiler, não é isso que acontece neste filme, embora a química entre os dois esteja lá.

O filme retrata a história de Joy uma mãe divorciada que abandona os seus sonhos para cuidar da família, uma família completamente disfuncional, mais um filme inspirado numa história verídica.

O filme tem a particularidade de ser narrado pela avó de Joy, outra tendência filmes com narrador, mas é uma narração nada incomodativa.

Jennifer Lawrence tem uma interpretação impecável, já não se pode dizer o mesmo do restante elenco, talvez com exceção da filha, a realização a meu ver poderia ser muito melhor e o filme falha nos detalhes.

Acho que a história de Joy merecia um filme mais profundo, mais intenso e detalhado, em vez disso, o filme tem cenas tão leves que roçam o absurdo, talvez uma tentativa de paralelismo com as ideias absurdas da família de Joy.

O filme vale essencialmente pela mensagem e pelo conhecimento de Joy, que é sem dúvida uma mulher de armas, a cotação no IMBD não deixa dúvidas é um filme, mas não é um filme poderoso.

 

Fathers and Daughters

Não está nomeado, não sei se terá saído a tempo das nomeações, mas grande interpretação de Russel Crowe, suportado por uma impecável Amanda Seyfried e Aaron Paul (saudades de Jesse Pinkman).

Uma linda história de amor entre pai e filha, não é verídico e não é narrado, mas é um excelente filme, os seus 6,9 no IMBd não lhe fazem justiça.

Fica a sugestão para quem gosta de histórias de amor, um bom filme para o Dia dos Namorados.

 

 

8 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 20.01.2016 14:57

    Todos bons filmes para ver a qualquer hora. Embora o Bridge of Spies possa ser um pouco "parado" para algumas pessoas.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 20.01.2016 14:59

    Confesso que o que mais me despeta a curiosidade é o "Joy"
  • Imagem de perfil

    Psicogata 20.01.2016 15:01

    Acho que muita gente tem ideia errada desse filme...
    Vale pena mensagem e pela interpretação de Jennifer Lawrence, não é, na minha opinião, um grande filme.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 20.01.2016 15:02

    Tenho de o ver para poder avaliar também =)
  • Imagem de perfil

    Psicogata 20.01.2016 15:03

    Sim, aconselho a ver :)
    Depois gostava de saber a tua opinião.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 20.01.2016 15:04

    Ok! Quando vir depois digo-te! =)
  • Imagem de perfil

    Psicogata 20.01.2016 15:10

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.