Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Para bem dos meus amigos

A minha relação com o Facebook tem vindo a dar de si com o tempo, isto já não é novidade, mas decidi deixar de publicar na rede social mais anti-social de todos os tempos para bem dos meus amigos, colegas e conhecidos. Porquê?

Porque não os quero ver deprimidos ao verem a vida fantástica que tenho.

 

A verdade é que eu tenho uma vida fantástica, ora vejamos por pontos:

 

1 - Tenho um marido que amo e que me ama, que me acompanha nas aventuras e desventuras e que me apoia incondicionalmente, divertido e inteligente, meigo e preocupado, é muito mais do que aquilo que eu poderia imaginar concentrado numa pessoa e mais um pouco ainda. A juntar a isto tudo é jeitoso e fica muito bem nas fotos.

 

Poderia terminar o texto por aqui, mas vou dar mais uns detalhes.

 

2 – Tenho uma família um pouco disfuncional mas que é minha e que com todos os defeitos é linda e como não podia deixar de ser fica bem nas fotos.

3 -Tenho um emprego que adoro, não é perfeito, poderia ganhar mais uns euros, mas gosto do que faço, é divertido, não me custa ir trabalhar, há dias menos bons em que fico cansada, mas nunca saturada ao ponto de desejar que empresa entre em falência, longe disso. O meu emprego permite-me fazer coisas interessantes e proporcionou-me conhecer pessoas ainda mais interessantes que curiosamente também ficam bem nas fotos.

4 - Tenho uma casa para me abrigar da chuva e do frio, que mesmo não sendo especialmente bonita tem um ar acolhedor e detalhes tão nossos que a tornam especial, detalhes que ficam bem nas fotos, como já seria de esperar.

5 - Faço férias, todos os anos fazemos pelo menos uma viagem para fora do país, trabalho, poupo, organizo-me e vou de férias, não é assim tão difícil, a sério que não, experimentem ver mais mundo que o Algarve irão surpreender-se. É claro que as férias são fotogénicas.

6 - Gosto de comer e de beber, em casa ou fora, a comida tem fotogenia é por isso que dizemos – come-se com os olhos.

7 - Gosto de sair, de passear, a dois, a quatro ou em multidão de preferência em dias de sol e no meio da Natureza, dias bons na Natureza igual a fotografias bonitas.

8 - Gosto de conviver com amigos de longa data, com amigos recentes, com amigos de circunstância, com conhecidos que ficam marcados pela partilha de pequenos instantes, procuro a companhia de pessoas bem-dispostas, pessoas bem-dispostas dão origem a fotos bem-dispostas.

9 - Tenho duas gatas lindas e ainda cães lindos em casa da mãe e da sogra, tudo animais muito fotogénicos e lá poderia ser de outra forma.

10 – Sei tirar fotos, que é todo um detalhe muito importante, ter instinto para os momentos, ter atenção ao pormenores, ver para além do óbvio e claro gostar de fotos e consequentemente estar sempre a disparar ajudam a ter fotos de qualidade.

 

Por isso os invejosos, raivosos e desdenhosos que escrutinam as páginas na busca de material para escárnio na minha não encontrarão grande coisa.

As pessoas seriam mais felizes se vivessem a sua vida em vez de indagarem sobre a dos outros, mas como elas não conseguem evitar a maledicência, mesmo quando não há motivo para tal, eu faço-lhes o favor de não lhes mostrar nada, assim irão pensar que tenho ficado fechada em casa, sem conviver com ninguém sem comer e sem beber e ficarão muito mais sossegaditas e sentir-se-ão muito melhor nas suas vidas fúteis e mesquinhas.

Sabemos que as pessoas são felizes na sua ignorância, sabemos que conseguem ser felizes com a sua realidade se a aceitarem, mas estar constantemente a levar com a felicidade dos outros chateia muito, faz moça, faz indagar, provoca inveja. E nós não queremos invejosos, as energias deles são muito negativas.

Eles até podiam ser felizes se não achassem que os outros são mais.

 

Já dizia a música dos James:

“If I hadn't seen such riches
I could live with being poor”

 

Isto antes das redes sociais, agora 1000 vezes pior.

Posta-3-02-01.jpg

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 22.09.2016 10:41

    Esta inabilidade de as pessoas não conseguirem ser felizes com a felicidade dos outros é um cancro que está a destruir a nossa sociedade.
    Isto conjugado com a crise está a tornar as pessoas infelizes e miseráveis.
  • Imagem de perfil

    Ana Rita 🌼 22.09.2016 10:58

    Cada vez mais... e acho que as redes sociais vieram acentuar ainda mais isso porque quando abrimos o insta ou o face é só grandes fotos de grandes vidas e as pessoas menos afortunadas acabam por não conseguir processar isso.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 22.09.2016 11:02

    Não tenhas dúvidas, uma coisa era saber da vida dos famosos que apareciam nas revistas cor-de-rosa, agora quando são pessoas que conhecem e que se podem comparar a coisa muda de figura.
    Em Portugal sempre se justificou o sucesso com cunhas, favoritismos, sorte, berço, nunca se admirou o esforço e reconheceu o trabalho, agora as pessoas veem pessoas que estão bem sem esses fatores e isso mexe-lhes com os nervos.
  • Imagem de perfil

    Ana Rita 🌼 22.09.2016 11:18

    Tens esse lado...das pessoas que chegam lá por mérito próprio com esforço e trabalho.
    E depois tens a outra parte, que são pessoas comuns que tu conheces e que sabes à prior que jamais teriam dinheiro para fazer grandes vidas e que as vês efectivamente a fazer grades vidas e perguntas-te COMO?!

    Nós em casa temos uma máxima - não há dinheiro não há vícios - a ultima vez que fomos de férias a sério foi em 2010 na nossa lua de mel desde aí não tem sido possível e também não nos vejo a fazer créditos para esse fim! - mas isto é a minha maneira de viver
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.