Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Pausa para pensar na vida #1

Terminei a apresentação, não ficou como gostaria, mas adequa-se.

Tenho o cabelo e as unhas numa lástima e não me estou a imaginar a chegar a casa e resolver o assunto.

Tenho de ir a um velório, os meus vizinhos, referências de toda uma vida, estão a desaparecer um por um e sinto-me pequenina e impotente, percorre-me um calafrio na espinha de medo de perder os meus.

O sol brilha lá fora, tento animar-me, mas o nariz entupido e a falta de paladar parecem atenuar o sabor da vida.

Sinto-me cansada e frustrada, dou o litro e vejo constantemente alguém que nem uns míseros mililitros de produtividade tem.

A vida não é justa, mas hoje é um dia tremendamente injusto.

12 comentários

Comentar post