Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Politiquices – Novela do Costa #2 – A estupidez das 35 horas semanais

Eu não consigo entender como é que o Tribunal Constitucional chumbou tantas medidas por não respeitarem os direitos de igualdade e não faz nada contra esta desigualdade tão grande, tão brutal que chega a ser anedótica.

Não basta os funcionários públicos não poderem ser despedidos, salvo raríssimas exceções, mesmo que sejam incompetentes, cometam erros atrás de erros e sejam um peso morto para os serviços onde trabalham.

Não basta os funcionários públicos ganharem acima da média do mercado, terem tido progressões de carreira só porque sim e terem um sistema de reforma mais vantajoso.

Não basta terem um sistema de saúde diferente e mais uma vez mais vantajoso.

Não basta terem mais férias e tolerâncias de ponto.

Agora querem que voltem a trabalhar menos horas que o setor privado novamente.

Mas em que base? O que diferencia o setor público do setor privado?

Porque é que nas empresas privadas o regime máximo de horas semanais previsto é de 40 e não de 35 como no setor público?

Ah deixa-me cá pensar não vão fazer leis que prejudiquem a sua própria classe.

Os cortes que o Governo de Passos Coelho queria fazer não eram inconstitucionais, na verdade iriam repor alguma igualdade, iriam finalmente nivelar as coisas, nunca consegui perceber qual a lógica para os funcionários do Estado terem mais direitos do que os restantes.

O mais correto seria nivelarem as regalias dos funcionários privados pelas regalias dos funcionários públicos, o que dado o estado da economia seria impensável, mas se os particulares continuam a pagar esta crise ao menos que repartissem a fatura equitativamente pelos outros.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 22.01.2016 16:21

    Sim, os funcionários públicos não têm culpa, a culpa é exclusiva dos governantes.
    Aliás os funcionários públicos só são beneficiados porque os governantes são eles próprios funcionários públicos.
    Eles gostam muito de atirarem areia para os olhos, agora diminuem as horas daqui mas daqui a pouco congelam-lhe os salários e as promoções.
    A questão é que é injusto a lei para uns ter como teto as 35h e para outros as 40h.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.