Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Psíquices #3 - O hálito dos outros

Fujo do mau hálito como o diabo foge da cruz!

 

Tenho um olfato muito apurado e por isso normalmente sou sempre a primeira a sentir os cheiros quer sejam bons ou maus, sentir os bons é só vantagens, quanto aos maus é um pavor.

O maior terror que me assola são os maus hálitos, consigo cheira-los à distância e não os consigo tolerar, conclusão: afasto-me lentamente das pessoas, mas isso nem sempre é possível.

Cenário:

Estou a explicar uns dados a um cliente com um hálito terrível, uma mistura de podre com matéria infeciosa, afasto-me cada vez mais dele, quanto mais eu me afasto mais ele se aproxima, coloco-me lateralmente para não levar com o bafo e ele teima em colocar-se frente a frente.

Tento explicar-lhe tudo rapidamente, mas ele não entende, tenho de explicar três vezes a mesma coisa e ele repete o que digo umas três vezes depois, e mesmo após ter percebido ainda acha por bem recapitular tudo no final.

Saio da reunião enjoada até aos cabelos e a cheirar sofregamente o meu lenço, mas não há inalação suficiente de perfume que apague o cenário de terror.

E fazer tudo isto a sorrir?

Tenho verdadeiro talento para a representação.

 

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 27.04.2016 15:06

    Acredita que não foi fácil manter o almoço no estômago... Tinha de me calhar logo a mim que sou sensível a estas coisas.
  • Imagem de perfil

    Moralez 27.04.2016 15:32

    Eu sei :(
  • Imagem de perfil

    Psicogata 27.04.2016 15:52

    Enfim, ossos do ofício.
  • Imagem de perfil

    Moralez 27.04.2016 16:09

    Pois não há muito a fazer!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 27.04.2016 16:13

    Só tentar respirar pouco de cada vez e manter uma distância suficiente para não desmaiar :)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.