Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Quando não se morre da doença, morre-se da cura!

Já alguma vez se imaginaram ter ao mesmo tempo sintomas de gripe e gastroenterite e ainda a fadiga de quem fez um trail de 30km no dia anterior sem preparação?

Para quem nunca correu 30km sem preparação, o que sente é dores em todos os músculos, articulações e ossos, basicamente é quando nos dói o físico todo.

Pois eu ontem consegui acumular todos estes sintomas, só não tive a febre, os vómitos e a diarreia, mas tive todos os outros sintomas e posso dizer-vos que se o médico que me passou a medicação tivesse aparecido naquele momento na minha frente, nunca mais na vida iria prescrever fosse o que fosse.

Hoje, felizmente já estou melhor, mas ainda me sinto enjoada e um pouco zonza, trabalhar tem sido um sacrifício, mas claro que uma pessoa se sente mal sempre nas piores alturas.

Espero amanhã já estar totalmente desintoxicada e voltar a estar normal, porque eu quando me sinto doente fico impossível, impossível de aturar.

Se bem que bem visto o meu estado, acho que até consegui manter a calma, nem sei onde arranjei forças para tal, só me passei da marmita quando o Moralez decidiu interromper o meu banho.

Que reação exagerada, credo! Juro que não sei como é que às vezes ele me atura.

Pior, não sei como às vezes me aturo, há coisas piores de aturar como ter o Trump como presidente, ainda bem que cá temos o Marcelo.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 06.06.2017 19:43

    Em vez disto, " Não sei o que é uma gastroenterite", queria dizer isto, " Nunca tive uma gastroenterite..."
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.06.2017 19:49

    Eu entendi 😊
    Melhor que nunca tenha, é muito mau.
    Obrigada beijinhos 😘
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.