Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Ressaca de Natal

Ressaca de Natal é o nome que encontrei para o estado de languidez e inércia que me encontro, poderia escolher um nome mais pomposo, mas não encontro.

É toda uma dificuldade de pensar, de coordenação entre o cérebro e os membros, que digito em modo automático.

 

Foram apenas dois dias, mas dois dias tão preenchidos que renderam por uma semana, mas o Natal é assim uma avalanche de sentimentos, emoções, alegria pela partilha com quem está, a tristeza de não abraçarmos quem já partiu.

O Natal cansa, mas é um cansaço bom, por isso ontem tirei o dia para descansar, repor energias, no aconchego do calor do lar, nós os dois, a árvore já (quase) sem prendas, as gatas e uma série, um dos nossos programas favoritos.

 

Este estado é característico dos grandes acontecimentos, aqueles que antecipamos, que degustamos com intensidade e que quando se esgotam sabem a pouco. Apesar do espírito natalício este ano ter tardado, não falhou, no dia, rodeada da família ele aparece sempre.

 

Hoje, de volta à rotina, não há meio da rotina estabilizar, tenho vontade de não fazer nada, mas a vida não nos permite ficar em suspenso por muito tempo, porque o tempo não para, há que acelerar e trabalhar.

Tenho a certeza que ganhei de presente mais 1 ou até 2 kg nos últimos dias, talvez por isso tenha tanta dificuldade em mover-me.

 

Cansada, mas de coração cheio é este o balanço do Natal que se traduz numa ressaca, mas das boas.

 

E o vosso Natal? Correu bem?

Muitas prendinhas e muitos miminhos?

Não vou questionar os doces, porque sei que esses não devem ter faltado.

Espero que estejam de ressaca como eu, mas das boas.

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 27.12.2016 11:36

    Sim :)
    E o teu como correu?
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.