Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Saúde não são números.

Esperar por um “aparelho” ou “peça” para ser operado…

Nos dias de hoje é algo que não nos passa pela cabeça que possa acontecer, mas acontece.

 

E continuará a acontecer enquanto a saúde for gerida por gestores, administradores hospitalares, políticos e afins, enquanto não forem os profissionais de saúde a ditarem o que é realmente importante.

Muitas pessoas acusam os médicos de serem frios, na verdade estes necessitam de uma armadura pesada e grossa para não sucumbirem a tanta desgraça que veem todos os dias, se acham que os médicos são frios o que pensam das pessoas que nos consideram números e que só veem faturas, despesas e contas, que cortam, racionam e definem o que é importante, prioridades que nos afetam mais do que se pensa.

O SNS português é o melhor do mundo, mas só funciona se não se fizerem cortes cegos, se não sobrecarregarem médicos, enfermeiros e auxiliares e se colocarem a vida e o bem-estar dos utentes acima das despesas.

Quando os custos importam mais que vidas, algo está muito mal no mundo.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 11.08.2017 12:05

    Quando falta dinheiro para o essencial, falta dinheiro para tudo e dizem eles que estamos a sair da crise... só for psicologicamente.
  • Imagem de perfil

    Sofia 11.08.2017 12:09

    O problema é que há dinheiro para coisas, que não fazem falta e para o que é essencial, para o funcionamento de um determinado serviço, não há!
    E o que mais me revolta é não contratarem, pessoal, mas contratam empresas, no qual vão pagara mais caro e a qualidade do serviço é 0!
    E o mais grave é que estas coisas passam, diminuem a despesa com o pessoal, mas aumenta em tudo o resto, eu não preciso de ter um canudo em gestão, para dizer que isto é má gestão.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 11.08.2017 12:11

    Não querem despesas fixas, para os custos fixos serem menores, mas acabam por gastar mais dinheiro.
    Em Portugal praticamente tudo é mal gerido, a começar pelo país, não admira que os hospitais sejam mal geridos.
    Só que quando as coisas principais e básicas estão mal, acaba por estar tudo mal.
    Educação e saúde já tiveram melhores dias.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.