Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Ser mulher não é ser mais do que ser homem.

Ser mulher não é nada de especial, ser mulher não é ser mais do que ser um homem, é apenas e só ser mulher e viver com todas as vantagens e desvantagens disso.
É lamentável que no século XXI ainda faça sentido festejar o Dia Internacional da Mulher, que ainda exista tanta descriminação e tantas mulheres que são privadas dos seus direitos fundamentais enquanto pessoas.
A Declaração Universal dos Direitos do Homem foi adotada pelas Nações Unidas em 1948, mas a carta que promove os direitos básicos de qualquer Homem está longe de ser cumprida.

“Artigo 1.º
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”

São ainda milhões de mulheres que se veem privadas da sua dignidade, direitos e liberdade, sempre que penso que algumas são consideradas propriedade de alguém sinto um nó no estômago. Mulheres transacionadas como mercadorias, mutiladas, violadas, assassinadas e o mundo assiste impávido e sereno. Aplicam-se sansões económicas por tudo e mais alguma coisa mas para se fazerem valer os direitos humanos não se aplicam sanções nenhumas.
Vivemos num mundo podre, fútil, governado por um capitalismo cego e obsoleto que cuida dos interesses de um punhado de privilegiados que o dominam, enquanto os outros 99% dos Homens passam pelo mundo sem deixar vestígio. Destacam-se algumas pessoas, homens e mulheres que assumem as penas do mundo às costas e lutam numa luta desigual para fazerem deste planeta azul um lugar mais bonito e harmonioso.

Agradeço por ter nascido num país onde tenho voz própria, opinião e vontade. Há muito ainda a melhorar em Portugal, mas é bom saber que posso falar abertamente sobre isso.
Lamento que a maioria das mulheres use este dia para a paródia em celebrações que em nada dignificam a sua condição de mulher, não há nada de mal em comemorar, mas se até no Dia Internacional da Mulher as mulheres se relegam para o direito de saírem sós, de não cozinharem, beberem demais e desculpabilizarem-se dos maiores disparates, como conseguem elas descolar-se dessa imagem?
Ser mulher não é encher a boca para dizer que somos melhores do que os homens, que somos mães, esposas e filhas, que somos mais inteligentes, multi-task e mais ponderadas. Ser mulher é defender o direito à igualdade, é lutar para que as nossas filhas nunca mais tenham as dificuldades que as nossas mães tiveram, é lutar para que no futuro ser mulher não seja uma sentença mas apenas uma questão de género.
Eduquemos as próximas gerações para a igualdade, tolerância e aceitação e talvez um dia o mundo possa ser governado por ideias de fraternidade e igualdade.
A todas as mulheres importantes da minha vida desejo um grande dia.

 

32 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 10:49

    Eu tenho vontade de espancar mulheres várias vezes não digo por dia mas por semana.
    Vão lá ser burras, parvas e machistas para 1960! É que não há pachorra.
    Eu acho que hoje em dia há muito facilitismo em muitas coisas, mas não julgo as pessoas por isso, cada uma faz o que quer, só não gosto de ver as mulheres a fazer figuras tristes, acho que bom senso recomenda-se a ambos os sexos.
    E há idades para tudo.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 11:34

    Claro que sim! Do mesmo modo como acho mal um homem andar bêbado, acho mal uma mulher andar bêbada, não acho que o homem tem esse direito e a mulher não...

    Vivemos num país onde a igualdade tende a existir, e existem estes empecilhos que não merecem sequer o ar que respiram.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 11:39

    Eu fico furiosa quando ouço mulheres insultarem outras mulheres de libertinas, especialmente quando têm telhados de vidro. Fico possessa, como querem que as considerem como iguais quando elas próprias têm dois pesos e duas medidas para o mesmo comportamento.
    Ah são homens é diferente! É diferente porquê?
    Não tenho paciência.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 12:12

    Claro que somos diferentes, somos fisicamente diferentes. É normal que as mulheres sejam mais sensíveis, temos hormonas diferentes... uma fisionomia diferente... geramos vida... Mas isso não dá o direito a ninguém de dizer que é superior a nós!..
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 12:16

    Claro que não. Acho que este estigma vem do tempo em que as mulheres não tinham acesso a contraceptivos e como elas engravidavam aparentemente sozinhas era um problema para elas, como se engravidassem por milagre.
    Lá está dava jeito aos homens que assim fosse e o pior é hoje algumas ainda vão nessa cantiga.

  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 12:25

    Lembro-me a primeira vez que saí à noite, tinha 16 anos e fui ao S. João, já trabalhava nessa altura, e foi o melhor argumento que encontrei: " se já sou crescida para trabalhar e para ajudar a pagar as contas, então também acho que já sou crescida para poder festejar o S. João com os meus amigos!", mas o meu pai disse logo "se fosses rapaz era diferente..." e era diferente porquê? "Porque os rapazes não chegam grávidos a casa"... Só que também os fazem... Estas mentalidades irritam-me!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 12:51

    Tive imensas discussões com os meus pais por causa de sair de casa à noite, como tenho um irmão mais novo roguei uma praga à minha mãe, disse-lhe quero ver como será com M o que farás? E ele deixar-te-á acordada até raiar o dia todos os fins-de-semana. E assim foi, e depois lá estava eu a dizer eu bem te avisei. A partir dos 18 anos foi quase impossível eles controlarem-me as saídas mas bem que tentaram.
    Tudo porque era mulher.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 16:37

    É horrível isso... Como se os rapazes também não fossem sujeitos a perigos diários...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 16:42

    Claro e se eu não tivesse cabecinha? Mas não era propriamente uma aluada?
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 16:48

    Lá está... se damos provas por a+b que somos ajuizadas, convem que nos deem mais crédito ... os pais esquecem-se que os filhos também têm de bater com a sua cabeça na parede, é importante que os filhos aprendam com os seus erros... não podem viver num casulo para sempre.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 17:16

    Claro que sim, errar faz parte da vida.
    E os pais não são donos dos filhos.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 17:17

    Shiiuuuu não digas isso, que ainda pode haver pais a ler isto!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 17:21


    Ainda esta semana estava a pensar que em alguns países tiram os filhos aos pais por tudo e por nada e aqui em Portugal deixam-se morrer crianças e jovens assinalados pela protecção de menores.
    Tudo porque ainda se acredita que o melhor é estarem junto da família!
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 17:24

    E pior... é que é isso mesmo que as crianças também pensam... Trablhei com crianças retiradas aos pais por negligencias e maus tratos, e no discurso daqueles seres tão pequenos (o mais velho tinha 14), os pais eram o máximo, o símbolo da perfeição...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 17:26

    Porque é nisso que a sociedade acredita, e que ninguém ponha isso em causa. Eu tive oportunidade de visitar várias vezes um centro de acolhimento e realmente eles falavam dos pais de uma forma que eu não conseguia entender.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 17:31

    Uma vez tive uma conversa engraçada com um miúdo de 13 anos:

    " - A Dra. é educadora... de crianças, certo?
    - De crianças e de adultos.
    - De adultos? Mas os adultos não têm de ser educados... já o foram...
    - Achas que não há adultos que precisam de ser educados?
    - Não...
    - Então agora te digo, que há adultos que precisam mais dessa educação do que algumas crianças...
    - Oh... por exemplo acha que o meu pai tem de ser educado?
    - Todos precisamos..."

    O miúdo ficou pensativo...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 17:52

    Imagino, provavelmente o pai necessitaria de educação.
    Existem tantos adultos mal educados. Bem melhor seria o mundo se não existissem tantos.
  • Imagem de perfil

    Mula 08.03.2016 19:42

    Pelo menos para as crianças seria bastante mais fácil...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 08.03.2016 19:59

    Sim, conheço pessoas que me fazem ter pena dos seus filhos.
    Enfim, havia de existir um teste para as pessoas fazerem antes de terem filhos.
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 10:23

    Assino por baixo!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 10:25

    Eu podia criar uma petição por dia!
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 10:31

  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 10:36

    Ainda vou criar um partido! Constituído por bloggers!
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 10:48

    Olha que... ainda eramos capazes de defender melhor os interesses das pessoas...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 10:55

    Eu não tenho dúvidas. Pelo que vou lendo, somos pessoas sensatas, preocupadas e justas.
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 10:59

    Verdade! E acima de tudo, não somos corruptas e troca-tintas. Tinha tudo para correr bem! ahahahaha
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 11:00

    Tu não me incentives Mula!
    Queres ser vice?
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 11:07

    Aceito o cargo!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 11:24

    Juntos mudaremos Portugal!
  • Imagem de perfil

    Mula 09.03.2016 11:29

    Movimento blogar por um país melhor!
  • Imagem de perfil

    Psicogata 09.03.2016 11:34

    Muito bom.
    Já estou a ver os cabeçalhos das notícias. Os blogs chegam à política.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.