Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Ser pai de sangue é assim tão importante?

Homem descobre que a filha a quem deu o nome há 15 anos atrás não é sua filha e exige uma indemnização à ex-companheira.

Ao descobrir que não é pai através de um teste de paternidade, pede uma indeminização de quase 17.000€ à mãe da criança, 10.000€ de danos morais e 6350€ relativos à pensão de alimentos da alegada filha e ainda que a jovem deixe de usar o seu apelido.

Ao ler esta notícia só consigo pensar que pai terá sido este homem, independentemente de ser ou não pai da criança, assumiu que era e agora 15 anos depois quer que a mesma deixe de usar o seu apelido, que peça uma indeminização por danos morais ainda entendo, mas porquê impedir a jovem que sempre acreditou ser sua filha de usar o seu nome.

Não existirá nenhuma relação de proximidade entre o suposto pai e a filha, não existirão laços mais fortes que o sangue passados 15 anos de uma ligação parental?

Não terão contribuído os 6350€ de pensão de alimentos para a educação e formação de uma jovem que sempre acreditou ser sua filha?

O valor 6350€ também chama a atenção por ser tão parco, dividido por 15 anos dá 423,33€ por ano, o que significa que pagou por mês de pensão de alimentos 35,28€, não faço ideia quais os rendimentos deste homem, mas como é que alguém consegue criar uma filha com 35€/mês de ajuda do pai?

Que se sinta indignado com a mãe é normal, mas que arraste para isso uma jovem não é, a menos que nunca tenha sido realmente pai fora do papel.

É por isso que ser pai ou mãe de sangue é um detalhe, ser mãe e pai é muito mais do que doar genes, isso qualquer um pode fazer, desde que a sua condição física permita, já amar incondicionalmente é algo que nem todos somos capazes.

É essa capacidade de amar incondicionalmente que distingue os verdadeiros pais dos pais que são apenas código genético, um código genético que até se pode comprar num banco com a mesma facilidade que se compra um preservativo, só muda o preço.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 23.09.2016 09:59

    E que espécie de pessoa sabe que tem uma filha e não tem relação com ela?
    Eu conheço casos assim, são pessoas que até podem não ser más, mas que têm sérios problemas, são instáveis ou irresponsáveis ou as duas coisas.
  • Imagem de perfil

    Moralez 23.09.2016 10:00

    Pois eu também não entendo.... mas são coisas que já não me surpreendem no ser humano!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.