Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

Presentinhos bons

É maravilhoso receber presentes, ainda mais maravilhoso é receber livros, é por isso que fiquei muito feliz quando recebi um presente da JB Comércio Global, uma empresa com 20 anos de atividade, que se soube modernizar e oferece agora um conjunto de produtos e serviços online para nos facilitar a vida.

Socialmente responsável, já doou mais de 200.000 livros a instituições portuguesas e estrangeiras, apraz-me sempre conhecer empresas dinâmicas e que se preocupam com a sociedade.

No site da empresa podem comprar imensos produtos de papelaria, escritório, livros, manuais escolares entre outros.

De momento estão com uma campanha de brinquedos, quem gosta de antecipar as prendas de Natal tem aqui uma boa possibilidade de compra.

Se gostam muito de papelaria preparem-se porque existem diversas opções giras e fofinhas, eu por exemplo colei na seção de álbuns para bebés, porque será?

A JB oferece um conjunto de regalias para compras em quantidade, quem tiver uma empresa ou estiver responsável pelas compras de economato de uma pode encontrar comparar vantagens e preços e quem sabe encontrar nesta pequena empresa um parceiro competitivo.

 

Um dos livros que me enviaram foi este, estão a imaginar a reação?

Um gigante Ooohhhh

letras e numeros.jpg

Muito obrigada JB e votos de muito sucesso.

Descubram mais em https://www.jbnet.pt

 

 

Como escolher a máquina de secar roupa

Nos últimos dias fiz uma pesquisa exaustiva sobre máquinas de secar roupa a pedido de uma amiga que com um recém-nascido tem-se visto a braços com a roupa devido à chuva, como acabei por compilar informação para ela, que retive pois considero também eu comprar uma a curto prazo, resolvi partilhar essa informação no blog.

 

A primeira pergunta que devem fazer é se realmente necessitam de uma máquina de secar roupa.

É um eletrodoméstico caro e por isso é conveniente analisarem bem o custo/benefício da sua aquisição, em Portugal faz sol a maior parte do ano o que torna o recurso à máquina de secar roupa não essencial, por isso devem ponderar se a usarão com muita frequência ou não e se vale a pena adquirir um produto para usar apenas algumas vezes durante o ano.

Para ajudar na decisão deixo-vos algumas vantagens e desvantagens das máquinas de secar roupa.

 

Vantagens:

Tempo - o nosso tempo é precioso e a tarefa de estender e apanhar a roupa pode ser demorada e trabalhosa, é muito mais fácil retirar a roupa da máquina de lavar roupa e coloca-la na máquina de secar, poupa-se tempo e trabalho, se procura perder menos tempo com as tarefas domésticas, tem na máquina de secar roupa uma ajuda.

Adeus borboto – é uma das vantagens de secar a roupa na máquina, o borboto e cotão desaparecem da roupa, o que faz com que as malhas fiquem com bom aspeto durante mais tempo, os pelos também ficam pelo caminho.

Menos ferro – esta é para mim a principal vantagem pois se no fim do ciclo dobramos a roupa a maioria não necessita de ser passada a ferro.

Esteriliza – a máquina de secar esteriliza a roupa evitando que a tenha de passar posteriormente, o que é extremamente útil para quem tem bebés pois evita perder horas e horas a passar todas as suas peças de roupa, pois até as meias devem ser passadas.

Poupança de energia – pode parecer um contrassenso mas se utiliza muito o ferro de engomar com a máquina de secar pode mesmo poupar na fatura de eletricidade.

Sem maus odores – quando chove ou o tempo está muito húmido a roupa seca no estendal ou dentro de casa fica com um odor estranho, na máquina como seca rápido isso não acontece.

Roupa macia – as toalhas de banho ficam macias e fofas, quem é que nunca se perguntou porque é que os lençóis de banho dos hotéis são tão macios, são secos na máquina, claro que também tem a ver com a qualidade do algodão, mas só se consegue que fiquem fofinhos e macios se os secarmos na máquina.

 

Desvantagens:

Aumento da fatura da eletricidade – é inevitável por mais eficiente que seja a máquina irá ter um custo, no entanto, já existem opções no mercado cujo consumo anual é bastante reduzido e como explicado nas vantagens, dependendo do uso pode mesmo poupar na eletricidade.

Não seca todo o tipo de roupa – algumas peças não podem ser colocadas na máquina de secar, deve sempre verificar a etiqueta e separar essas peças para que não se danifiquem. Mas já existem modelos que permitem secar até as lãs.

Peça a peça – para melhores resultados é conveniente colocar peça a peça na máquina para que a roupa seque uniformemente coloque-a o mais aberta possível.

 

Que tipo de máquina comprar?

Comprar uma máquina 2 em 1 ou 2 máquinas uma de lavar e outra de secar.

Existem no mercado opções de máquinas de lavar e secar, na minha opinião este produto tem uma grande desvantagem, lava mais kg do que aqueles que consegue secar, levando a que se façam dois ciclos para secar a roupa de uma máquina de roupa, o que acaba por não ser o mais eficiente em termos de tempo e recursos energéticos.

Só aconselho a optarem por uma máquina 2 em 1 se não tiverem espaço ou se tiverem restrições orçamentais que só vos permita adquirir uma.

Preços e tipos de secagem.

Existem dois grandes grupos de máquinas de secar roupa, por exaustão e por condensação, normalmente comparam-se apenas os preços e as vantagens e desvantagens de cada uma, mas na escolha de um produto elétrico para mim o mais importante é o consumo e é aqui que as máquinas mais recentes por condensação com bomba de calor ganham pontos.

 

Máquinas de secar por exaustão

Vantagens:

Preço mais baixo

Não interrompem a secagem

Desvantagens:

Necessitam de um tubo de exaustão e por isso têm de ser instaladas próximo a uma janela, o tubo é inestético e pode dar origem a entrada de ar um inconveniente no Inverno.

Têm um consumo energético mais alto.

 

Máquinas de secar por condensação

Vantagens:

Podem ser instaladas em qualquer lugar, algumas possibilitam ser ligadas à tubagem de esgoto.

São mais eficientes, com consumos anuais baixos.

Desvantagens:

Quando não ligadas a um tubo de esgoto obrigam a que se tenha de esvaziar o recipiente e caso esta encha para a lavagem.

Preço mais elevado que implica um investimento maior.

 

Conclusão:

Pesando os pós e os contra de cada tipo de máquina na minha opinião a melhor opção é optar por uma máquina de secar por condensação com bomba de calor e com tambor giratório, pois é mais duradouro e mais resistente.

 

 

Que modelo escolher?

 

Em primeiro lugar como em qualquer outra compra devem definir o valor a gastar, a partir daí é só escolher o modelo com melhores prestações e que mais se adequa às vossas necessidades, se tiverem uma máquina de lavar que só lava 7kg pode não ser boa ideia pagar mais por uma máquina que seca 9kg, especialmente se a máquina de lavar for nova.

 

De acordo com o estudo da Deco Proteste que testou até agora 58 máquinas, existem 5 modelos dos testados considerados a escolha acertada, sendo que a melhor do teste não acumula o título devido ao seu valor.

Escolha certa - MIELE TKG 840 WP SFINISH&ECO - a partir dos 1056,90€ com 71 pontos.

Dos cinco modelos escolha acertada a Deco destaca a LG RC9055AP2F - a partir dos 575,76€ com 68 pontos.

Dentro das escolhas acertadas e depois de analisar o teste a LG RC9055AP2F é a que apresenta a melhor relação qualidade preço e melhores resultados de secagem com um nível de eficiência elevado, por isso se procuram uma máquina dentro deste valor com capacidade de 9kg esta é sem dúvida a escolha acertada.

Uma nota a maioria das máquinas com melhores resultados têm uma capacidade de secagem de 9kg porque são máquinas mais recentes que incorporam novas tecnologias e são por isso mais eficientes.

 

Se procuram outros valores e/ou outras capacidades e não têm acesso ao estudo comecem por analisar as etiquetas energéticas das várias opções:

etiqueta energética secar.jpg

etiqueta energética secar-2.jpg

Uma máquina mais cara pode compensar a longo prazo se for mais eficiente.

Para além dos dados da etiqueta algumas marcas disponibilizam o custo anual de utilização, é um dado importante mas convém compararem máquinas com a mesma capacidade de secagem, pois o custo aumenta conforme aumenta a capacidade da máquina.

 

Outros fatores a ter em conta:

 

Programas e funcionalidades

Comparem os tipos de programas e funções de cada máquina, programas especiais para bebés, para roupas sensíveis ou antirrugas podem facilitar-nos bastante a vida.

Tecnologias inovadoras

É importante ter em conta se foi entretanto lançada alguma nova tecnologia que pode melhorar o desempenho da máquina ou facilitar-lhe a vida, há máquinas que já secam todos os tipos de tecido, evitando ter de separar a roupa.

Poupança

Há máquinas que controlam automaticamente a secagem através de sensores de humidade que fazem o ciclo terminar quando a roupa estiver seca, evitando o desperdício de energia.

Limpeza e manutenção

Algumas máquinas fazem a limpeza automática dos filtros do condensador evitando esse trabalho no final da secagem.

Existem modelos com ligação direta ao esgoto para esvaziar o depósito de condensação, sem ser necessário esvaziar manualmente.

Tempo do ciclo

Por vezes o que importa é não perder tempo, existem modelos com ciclos bem mais curtos sem prejuízo da eficiência energética.

 

Tendo em conta as diversas variáveis e uma vez que um eletrodoméstico tem no mínimo um ciclo de vida de 10 anos, pode compensar investir mais no momento da compra e poupar dinheiro e tempo a longo prazo.

 

Podem pedir opinião a um colaborador da loja onde pretendem comprar, tenham atenção se é mesmo um colaborador e não um promotor de determinada marca, confirmem sempre a informação pois os vendedores podem tendencialmente aconselhar os produtos que libertam mais margem para a loja.

 

Quando comprar a minha farei um review.

Boas escolhas.

 

A Bimby, as suas primas e quem não sabe cozinhar

As máquinas de cozinhar são vendidas como a oitava maravilha do mundo, numa era em que o tempo escasseia é esperançoso ter uma máquina que nos poupa tempo e essencialmente trabalho ao supostamente cozinhar por nós.

Recordo-me de quando começaram a ser populares a ideia geral é que só serviam para quem não gostava de cozinhar, os amantes de cozinha diziam:

- Gosto de ser a eu a cozinhar.

- Uma máquina não cozinha melhor do que eu.

- Isso é para quem não sabe cozinhar.

Essa parecia ser a premissa e o preconceito subjacente à compra de uma Bimby, na minha opinião existia também outro motivo, o preço, as pessoas têm tendência a desvalorizar e a menosprezar os produtos que não estão ao seu alcance.

 

Com o aparecimento de diversas opções para todos os gostos e carteiras passou a ser comum ter-se um robot de cozinha ou máquina de cozinhar em casa, tem sido um produto com elevada taxa de penetração no mercado, um dos que mais cresce na gama dos pequenos domésticos.

Pessoalmente sempre tive curiosidade em relação à Bimby, sempre achei teria algo de especial para vender tanto mesmo tendo um preço tão alto, o marketing faz milagres, mas teria de existir algo mais.

Já assisti a uma demonstração da máquina e gostei, já tive a oportunidade de a usar e realmente é muito simples de utilizar e extremamente útil para preparar massas para pastelaria e padaria, molhos, cremes, purés, sopas, gelados, pastas e um sem fim de pratos e acompanhamentos que sem a ajuda de um robot demorariam imenso tempo.

Este fim-de-semana tive contacto com a Yammi e não tendo o visor da Bimby que nos dá a receita passo a passo é também de fácil utilização e no essencial é igual, colocam-se os ingredientes e ela faz o que lhe compete, confeciona.

 

Após a utilização das duas a conclusão é a mesma:

Quem não sabe cozinhar não vai cozinhar bem com nenhuma das máquinas, porque até para as receitas instaladas é preciso ter sensibilidade para temperar e ajustar. Nas sobremesas, se a receita for seguida à letra, esse problema não se coloca, há quase 100% de certeza que sairão bem, já os restantes pratos essa certeza cai para níveis muito inferiores e não é assim tão fácil como parece.

Para não falar da dedicação e gosto, cozinhar é uma forma de amor, se não gostarmos e se não o fizermos com carinho dificilmente obteremos resultados espetaculares.

 

Então qual a vantagem de uma máquina de cozinhar?

Não há uma, existem várias.

A maior é que podemos, depois de cumprirmos os passos da receita, deixa-la a cozinhar e ir à nossa vidinha tratar de outros afazeres. Se ela faz tudo? Claro que não mas é uma grande ajuda.

Não queima os alimentos, não corremos o risco desagradável de colarmos a comida ao fundo do tacho, podemos deixar um risoto em modo automático, algo impensável num tacho convencional.

Tritura e passa muito melhor e mais rápido do que uma varinha ou picadora, para quem não tem paciência para varinhas mágicas e para quem se arrepia com o seu barulho estridente tem aqui uma boa solução.

É mesmo uma máquina a fazer sobremesas, mas preparem-se para engordar nos primeiros tempos, pois algumas receitas são tão simples que é muito tentador experimentar tudo e mais alguma coisa.

Para além destas vantagens há quem diga que se poupa na alimentação e que facilita o processo de fazer a lista de compras, há quem refira que se come mais saudável, depende, uma das receitas mais famosas da Bimby leva batata frita palha de pacote o que é tudo menos saudável.

 

Não aconselho a quem não gosta de cozinhar adquirir uma, pois o mais certo é não a usarem e terem-na parada a apanhar pó, conheço vários casos.

Na minha opinião uma máquina de cozinhar mais do que cozinhar é uma ajuda preciosa para quem gosta de cozinhar, não é por acaso que é frequente vê-las nas cozinhas dos melhores Chefes, são no fundo o assistente que todos gostaríamos de ter na cozinha que prepara uma sopa e um acompanhamento enquanto tratamos do prato principal e que faz a sobremesa quando já estamos sentados à mesa com a família.

 

Equaciono a curto prazo adquirir uma, mas ainda não estou convencida do modelo e da marca, segundo a Deco a melhor do mercado é mesmo a Bimby, sendo que a escolha acertada é a do supermercado Lidl que apresenta a melhor relação preço/qualidade.

No entanto, há vários fatores a ter em conta como o número de acessórios de cada máquina e também a facilidade em obter receitas e claro a facilidade de manuseamento, mas preocupa-me acima de tudo a durabilidade e qualidade os materiais, porque apesar das alternativas à Bimby serem substancialmente mais em conta, não são propriamente um produto barato, pelo que obriga a uma escolha consciente.

Alguém tem? O que aconselham? Partilhem a vossa opinião e experiência, vale a pena a Bimby ou uma das primas é uma assistente igualmente boa?