Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Língua Afiada

As enjoadinhas

Detesto pessoas enjoadas, uma mistura entre sonsas e insossas sempre com ar de tédio de quem tem sempre algo melhor a fazer, mas que na verdade nunca tem, pois mesmo que tenham o ar aborrecido acompanhá-la-ás sempre.

Tenho vontade de lhes dar um banho de sal para ver se adquirem tempero, pimenta também era capaz de ser uma boa opção ou uma boa dose de malaguetas, as faces ruborizadas do picante sempre ajudariam a contrabalançar o ar aborrecido.

 

Curiosamente raramente vejo homens enjoados, parece ser uma condição que afeta significativamente mais mulheres, talvez nos homens se confunda mais com superioridade e arrogância, a altivez sobrepõe-se ao enjoo e escapam da fama de enjoados mais facilmente.

Já as mulheres é vê-las por aí aos pontapés, ouço muitas vezes homens dizerem sobre esta ou aquela conhecida – Falta-lhe sal! - É insossa!

 

E minhas senhoras por mais bonitas que sejam se vos faltar o sal, o salero, não há beleza que vos salve, nunca serão verdadeiramente interessantes.

Este texto não é de todo um post sexista, se querem continuar a ser enjoadas, problema vosso, só não precisam é de estar sempre com aquele ar enfadado de quem está prestes a desfalecer, é que uma pessoa é apanhada desprevenida e até pensa que foram acometidas por uma grande desgraça ou por um desarranjo intestinal.

Até perguntamos nas primeiras vezes se está tudo, é claro que está, a cara de enjoo é a vossa cara normal.

 

O melhor exemplo que conheço é esta aspirante a vampira que está sempre com cara de frete seja quando está a representar, seja na vida real.

Digam lá se não dá vontade de lhe despejar um quilo de sal em cima?