Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Ter uma empresa em Portugal #1 – Transportes

Ter uma empresa não é fácil, ter uma empresa em Portugal é extremamente difícil, são inúmeros obstáculos e burocracias que nos fazem desesperar a todo o momento.

Um dos maiores problemas é encontrar bons parceiros de negócio, especialmente na área dos transportes, encontrar um fornecedor que cumpra é quase impossível, nem os CTT, essa empresa que já foi uma referência, tem um bom serviço.

O que a experiência nos diz é que não há uma, pelo menos nós ainda não encontramos nenhuma, que funcione a 100%.

Os problemas encontrados são vários, envios cobrados em excesso, ou estão muito atentos às faturas ou ao final do ano estão a perder dinheiro por estarem a pagar envios de peças de 10kg a 20kg, ou pior, encomendas de 30kg a 100kg, envios internacionais, um problema ainda maior, é muito fácil serem cobrados por um código postal mais alto ou serem faturados de outra forma, por exemplo em vez de kg serem faturados por volume para ser cobrado um valor mais alto.

Acionar o seguro é quase impossível, parece existir sempre uma razão para a culpa não ser do transportador, mas da empresa ou do cliente, podem ser as razões mais estapafúrdias, mas eles encontrarão sempre um motivo para se isentarem de culpa, mesmo que não exista desculpa possível.

 

O que fazer?

Estar muito atentos às faturas e aos envios e esperar que corra tudo bem, porque não há muito mais a fazer. Resolver uma reclamação e recuperar um valor debitado indevidamente demora muito tempo, por isso o meu conselho é que não optem por débitos diretos ou estarão constantemente a ter débitos indevidos que só conseguirão receber volvidos três meses.

O problema não passa apenas por ter clientes insatisfeitos, atrasos e faturas com valores errados, o problema maior é o tempo que despendemos a tratar de um assunto que supostamente seria simples e imediato e o stress que isso nos causa, transporte não é propriamente uma ciência, é um serviço simples, recolha- transporte-entrega, mas em Portugal entre a recolha e a entrega pode acontecer um pouco de tudo e a quantidade de encomendas que se perdem no processo é absurda, mais absurdo ainda é o transportador não saber onde as encomendas se encontram e não avisar que as perderam.

 

É impossível prestar um bom serviço se não existem bons prestadores de serviços e é impossível que cada empresa tenha o seu próprio sistema de transporte, para diminuir as incidências escolhemos a empresa de transportes consoante o tipo de envio, mas mesmo assim a taxa de problemas é elevadíssima, aliás ultimamente não há envio que não dê problemas e por causa disso em vez de estarmos focados em vender, estamos constantemente a resolver problemas de entrega, custa-nos tempo, dinheiro e clientes, é desmotivador e altamente frustrante.

Está muito na moda ser empreendedor, mas ninguém fala das dificuldades e obstáculos que o sistema coloca a quem pretende empreender.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.