Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Tudo ao contrário – multas para quem deixar animais de estimação mais de 12h sem companhia

Em Portugal, a norma não é exigir condições para fazer as coisas bem, é punir as pessoas por não terem alternativas ou reclamar condições para fazer as coisas mal.

Este projeto de lei do PAN é anedótico, mas só o é porque, infelizmente, há pessoas que são obrigadas a se ausentarem de casa mais de 12h e não é assim tão difícil isso acontecer, basta ter duas horas de almoço, um hábito português que não faz qualquer sentido e trabalhar longe de casa e/ou ter de recorrer a múltiplos transportes públicos.

Como escrevi há tempos os portugueses não têm tempo para viver, é claro que não lhes sobra tempo para dedicar aos animais de estimação, falta-nos tempo para os filhos, para os companheiros, como poderia ser diferente com os animais?

A situação não passa por multar as pessoas por estarem fora de casa, mas sim criar condições para as pessoas passarem mais tempo em casa ou em lazer, assim como não faz sentido reclamar de horários mais alargados nas escolas e prolongamentos gratuitos, o que importa reclamar é menos horas de trabalho.

Será que ainda não entenderam que as pessoas são mais produtivas se andarem mais motivadas e menos cansadas, será que é assim tão difícil perceber que a felicidade e o bem-estar são o melhor motor da economia?

Não existe sequer necessidade de experimentação, o modelo está mais que testado e aprovado em outros países, há centenas de estudos que comprovam que bebés e crianças pequenas devem passar mais tempo com a família para o bem da sua saúde física e mental, assim que como há centenas de estudos que afirmam que é benéfico o convívio das crianças com animais de estimação, bem como estudos que comprovam que uma jornada de trabalho longa é prejudicial à saúde e à produtividade que começa a diminuir progressivamente e exponencialmente com o passar das horas.

Não física quântica é a mais pura das verdades, mas parece que ninguém quer saber disto.

Não se entende também porque é que os funcionários públicos trabalham 7h diárias e está estabelecido na lei que para o privado são 8h, bem sei que o está estabelecido é o máximo, mas porque é que é que o máximo não são 7h?

A divisão do dia em 8h de trabalho, 8h de lazer e 8h de sono é uma relíquia da revolução industrial antes de existir a tecnologia de ponta que existe nos dias de hoje e quando as pessoas viviam ao lado das fábricas, atualmente este modelo não faz qualquer sentido, não só não se adequa às necessidades da nossa vida, como não se adequa às necessidades das empresas, devemos trabalhar para a eficiência e a eficácia, fazer as coisas bem no mais curto espaço de tempo.

Quanto à proteção dos animais, concordo inteiramente que se protejam e que se produza legislação para isso, mas convém também dar formação às pessoas, porque na verdade não conheço uma única que pessoa que tenha levado uma multa por maus-tratos a animais, assim como não vejo multas para quem deixa dejetos de animais em todo lado e não respeita a sinalética.

É muito triste ver cães a fazer necessidades nas praias e nos jardins onde depois brincam crianças, há que ter noção que os animais são importantes, mas os humanos, especialmente os que ainda não sabem cuidar de si são mais, se há locais específicos para levar animais a passear são esses que devem usar se os quiserem livres, se os levam para outros locais tenham em consideração o comportamento do animal e o seu próprio comportamento.

Duas notas:

Primeiro, é peculiar que estejam preocupados que se deixe um animal sozinho mais de 12h e ninguém se preocupe que crianças com menos de 3 anos estejam precisamente 12h com estranhos, por mais profissionais que sejam, são estranhos e não lhes conseguem dar a atenção necessária.

Segundo, não menos peculiar é que continuem a querer legislar sem que seja realizada pressão para que seja cumprida a legislação que já se encontra em vigor, aprovar leis para agradar o eleitorado é uma falácia, o que precisamos é de alterar comportamentos pela formação e educação.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.