Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Língua Afiada

Um país em chamas por dentro e por fora

Que este país é uma casa a arder, passo a expressão, já todos sabemos agora que arda literalmente desta forma dói mais do que as chamas que o queimam há muito.

Eu sou determinantemente contra as plantações de eucaliptos, essa espécie estranha que drena os solos e os deixa tão áridos que só o mato e a urze resiste. Odeio olhar para os montes e ver eucaliptais sem fim à vista, combustível ideal para a pasta de papel e para os incêndios.

Este país que poderia ser um jardim foi infestado por esta espécie não endémica que é uma verdadeira praga que destrói o ecossistema e a beleza da paisagem.

Os eucaliptos já são a espécie que ocupa mais terreno florestal em Portugal, com vista ao lucro a curto prazo, os solos estão inférteis, novas pragas de insetos chegam todos os anos e a fauna nativa das florestas portuguesas desaparece.

Como se não bastasse os eucaliptos crescem muito e rapidamente, mas não filtram o sol, o solo árido e a falta de plantas rasteiras verdes para além de empobrecer o ecossistema faz com que os eucaliptos sejam uma bomba de calor pronta a arder, se juntarmos estas características ao não cumprimento da legislação que obriga a faixas de corte de fogo temos um cenário catastrófico, basta um dia de calor e ardem hectares e hectares de floresta a uma velocidade imaginável, quando existem pessoas com interesse na queima ainda ardem mais depressa.

O caso é tão grave que a maioria da população, especialmente a mais jovem não conhece as espécies de árvores nativas em Portugal a menos que visite as reservas naturais, mas mesmo assim não saberão identificar o que veem, quando se pensa em árvores da floresta portuguesa há uma que salta à mente o eucalipto, salva-se o pinheiro, as outras são resquícios, sobrevivem ao pé de rios e ribeiros, onde os eucaliptos não lhes roubam toda a água.

Já imaginaram uma floresta portuguesa que fosse toda ela como o Gerês ou o Buçaco? Uma mata saudável com flora e fauna em harmonia, com plátanos, pinheiros mansos, sobreiros, carvalhos, azevinhos, nespereiras, medronheiros, castanheiros, aveleiras, faias, freixos, loureiros, macieiras, pereiras, choupos, cerejeiras, salgueiros e outras plantas que se enchem de flores e de frutos, alguns deliciosos.

Portugal teria uma paisagem diferente, mais bela, sustentável e com menos motivos para incêndios, não haveria o lóbi do papel e a floresta não seria um eucaliptal pronto a ser consumido.

Podem fazer petições para que os incendiários tenham penas de prisão de 25 anos, isso não irá resolver nada porque a base do problema é outra e bem mais difícil de resolver.

 

Um bem-haja aos bombeiros deste país que lutam uma batalha inglória e extenuante sem nunca desistirem. Vocês são uns heróis. Obrigada.

 

Poderíamos ter esta paisagem por todo o país:

mata-buçaco.jpg

matabuçaco-770x439_c.jpg

Mata-da-Albergaria.jpg

Mata-da-Albergaria2.jpg

 

mata-geres2.jpg

 

Mas os Governos sucessivos preferem ter esta:

eucaliptal_GR-1.jpg

eucalipto1.jpg

eucalipto2.jpg

Que rapidamente se transforma neste inferno:

incendio.jpg

incendio2.jpg

incendio3.JPG

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 10.08.2016 12:53

    O que mais há em Portugal são trabalhos inglórios na medida em que não são reconhecidos, não lhes é dado qualquer mérito, no caso dos bombeiros hoje são acarinhados mas mal terminam os incêndios ninguém se lembra deles e ninguém lhes reconhece o valor.
    Heróis para mim existem felizmente, não são muitos mas existem pessoas com grande coragem, capazes de grandes feitos, bombeiros voluntários que lutam há horas consecutivas em condições deploráveis sem receberem um tostão por isso para mim são heróis.
    Não há comparação entre bombeiros voluntários e jogadores de futebol, simplesmente não há.
  • Sem imagem de perfil

    Gata Ambígua 10.08.2016 13:07

    Um discurso que claramente vitimiza os bombeiros voluntarios. Não sei como é que pode dizer que as condições são deploráveis porque atualmente as questões de logística são bastante boas. Ja alguma vez esteve no terreno? Diz isso, pelo calor? Diz isso por trabalharem à noite? Por comerem "fora de horas? Tantos trabalhadores que passam por isso... Em que é que se baseia?
    Nao receberem um tostão também é mentira. Por cada turno de 24 horas é pago 45 euros. É pouco? Não me parece porque, tal como disse, carregam a palavra "voluntários", não são obrigados.
    Os bombeiros voluntarios sao lembrados cada vez que liga 112 e precisa de uma ambulância, durante todo o ano. No verão tem mais protagonismo, tal como os professores tem mais tempo de antena na época de exames, os nadadores salvadores na época balnear, os jogadores de futebol quando sao decisivos em grandes jogos. E esses, também existem todo o ano. Os bombeiros não têm de ser especiais.
    Os jogadores de futebol fazem o que gostam. Os bombeiros voluntários fazem o que gostam, no tempo livre. Cada um trabalha em função das suas responsabilidades e cada um pode desistir quando quiser.
    Por isso, volto a dizer, ninguém é herói por fazer o que gosta.
  • Imagem de perfil

    LadyVih 10.08.2016 15:03

    Sou das pessoas que dá um pouco mais de valor aos populares que arriscam tudo para ajudar outros (que muitas vezes nem conhecem!) do que aos bombeiros. Sim, sou! Porque os populares nada recebem e estão ali sem preparação... Porém, os bombeiros são pessoas que arriscam a sua vida para salvar quem nunca viram. É uma profissão, só por si, altruista. Se recebem para isso? Recebem,pouco mas recebem. Mas o que é receber um mínimo por 3 ou 4 dias inteiros no terreno a combater um fogo? Em que a única coisa que comem e bebem é o que lhes dão? E isto não é utopia, minha senhora. É a realidade. Vimos-la com os nossos próprios olhos.
    Aliás, ainda o ano passado, tivemos um incêndio á porta e tivemos depois vários carros de bombeiros de prevenção durante uma semana (houve reacendimentos). Sabe onde dormiam? No chão quente! Sabe o que bebiam? Água da torneira mole. E o que comiam? O que os populares, agradecidamente, lhes ofereciam. E minha senhora, eram bombeiros que estavam a 400km's de casa!
    Claro que o fazem por gostar...mas não se devia retirar o mérito do que fazem por isso.
    Tambem não retiramos o mérito a outras profissões, pois não? Porquê tentar retirar o de quem nos ajuda a lutar nas catastrofes?
  • Imagem de perfil

    Psicogata 10.08.2016 15:13

    Porque há pessoas que não pensam antes de escrever.
    Ainda concordo com a parte de não vitimar, mas não lhes agradecer e não enaltecer a sua atitude é ser mal agradecido.
    Se quando vão para o quartel jogar cartas se divertem, divertem mas podiam ir para o café fazer o mesmo!

    Os populares são o espelho do nosso povo, podemos ter muitos defeitos enquanto sociedade mas perante uma catástrofe são mais os que ajudam do que os que não.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.